Rio Grande lançará novo álbum no final de outubro


"Ramblin' Soul", o novo disco da Rio Grande, segue a linha de seus dois antecessores: mesclar as várias influências com sub gêneros de Blues em uma produção inteiramente autoral. Esse novo trabalho foi gravado e mixado entre agosto de 2016 e julho de 2017, no Groovie Music Studio, em Piracicaba (SP). A produção foi do vocalista e guitarrista Claudio Formiga, a mixagem foi feita pela Rio Grande e a masterização foi realizada por Daniel Lanchinho.

Como nos álbuns anteriores, os convidados especiais são músicos de destaque no cenário do blues brasileiro: Flávio Naves (teclado), Paulo Coruja (voz e gaita) e Marceleza Bottleneck (guitarra). Nas 13 músicas de "Ramblin' Soul", a Rio Grande aproveitou os diversos instrumentos usados em seus shows: além dos clássicos guitarra, gaita, baixo e bateira, aparecem violões Parlor, dobro, contrabaixo acústico, washboard e até uma bigorna.


Com o intuito de manter o conceito gráfico dos trabalhos anteriores, o encarte é baseado nas ilustrações que remetem aos antigos quadrinhos norte americanos, dessa vez fazendo referência a famosa linha ferroviária Rio Grande, que cruza os estados de Colorado, Utah e Novo México. A arte foi idealizada por Claudio Formiga e Thiago Barros e realizada por Paulo Coruja. As fotos de divulgação desse novo trabalho são de Jarine Sass.

Ramblin' é uma expressão que pode ser traduzida tanto como divagar sobre a vida ou estar disperso em pensamentos como o ato de sair de um local sem destino definido e em busca de trabalho, moradia ou paz espiritual. Em "Ramblin' Soul" (2017), a Rio Grande busca a solidificação de sua personalidade musical, dando sequência aos discos "Rainy Day" (2011) e "Rose's Cafe" (2015). As músicas do novo álbum passeiam pelos elementos do Blues clássico, do elétrico, do Funk, do Rock e do Southern Rock. 

Tecnologia do Blogger.