Gigito lança "Faça com o que tem, não espere por ninguém" acreditando na filosofia do Faça Você Mesmo


"Faça com o que tem, não espere por ninguém" é o nome do novo álbum de Gigito, lançado no dia 25 de Setembro. Não é a toa que este seja o título do álbum inteiramente autoral, já que este é um lema que o Power Duo, estabelecido em Salvador e formado por Gigito (Banjo e voz) e Daniel Iannini (Baixo e voz), adota desde a sua criação. "Se fossemos esperar por alguém, não daríamos o primeiro passo nunca! Quem mais acredita em nós somos nós mesmos e é por esta frase que permeia nossa filosofia e prática enquanto músicos desde o início desse projeto", diz Gigito. 

Contando com nove faixas autorais, das quais três são músicas puramente instrumentais, Gigito canta e fala sobre temas que vão do mais banal ao cotidiano, como em "Estou me sentindo feio" e "Amanhã eu não vou trabalhar", ao mais fantasioso e que parte de um imaginário próprio, como em "Homem sem fim" e "Mineradoras de carvão". O humor está presente em boa parte das suas letras e até mesmo implicitamente nas sonoridades e ritmos que o álbum propõe, "Para mim o humor é uma máscara para falar minhas verdades. As vezes consigo dizer algo sério e as vezes até pesado sobre mim, mas de uma forma leve e descontraída", completa.


É interessante notar que apesar da Gigito ser formado por só dois músicos, o álbum soa com uma banda acústica completa, além do banjo e baixo se ouvem violões, bandolim e outros instrumentos comuns ao estilo de música americana que vão do Country, Blues ao Bluegrass, como gaita e a guitarra slide. "Queríamos aproveitar as possibilidades que uma gravação em estúdio oferecem e fomos além da nossa formação em shows, que sou eu e Daniel se virando pra fazer as músicas acontecerem na hora. Eu gravei violões e bandolins, que as vezes tem um papel central nas músicas, além de termos participações especiais de amigos como Diego Orrico na gaita, Ricardo Flash na guitarra slide e Peter Marques cantando uma música comigo! Gosto muito quando o cd traz um resultado e o show vai para outros caminhos que não são necessariamente idênticos", acrescenta.

"O álbum é uma produção independente e conta com um lançamento independente. Foi gravado no meu quarto, aonde também é o meu home studio que chamamos de brincadeira de 'Estúdio Foda-se', foi batizado assim por Daniel, devido as condições que as vezes nos encontrávamos, onde tudo parecia que ia desabar alguma hora, por se tratar de um estúdio improvisado".

O trabalho foi lançado e já pode ser ouvido nas plataformas digitais Spotify, Deezer, Bandcamp, Soundcloud, Groove e etc. Cópias físicas poderão ser adquiridas nos shows ou em contato com o grupo na sua página do Facebook ou Instagram.

Tecnologia do Blogger.