Escutem Things Change do Bobby Bare


Não é só a discografia do Bobby Bare que impressiona, sua história de vida é fascinante. Bobby nasceu em uma família pobre e aos 5 anos sua mãe morreu. Seu pai não ganhava o suficiente para sustentar seus filhos, o que forçou a separação da família. Aos 15 anos Bobby já trabalhava em uma fazenda, depois em fábricas e até vendeu sorvetes para se sustentar. Sua carreira musical começou na adolescência, mas seu nome foi começar a ser reconhecido aos 23 anos com o single "All American Boy", que foi creditado a um tal Bill Parsons, nome que a Fraternity Records decidiu dar para o interprete da música, e ficou em 2º na Billboard Hot 100.

Bobby foi convocado pelas Forças Armadas bem no momento que tudo estava começando a dar certo. Sua gravadora não quis esperar e contratou um cantor para se tornar o Bill Parsons em alguns shows. Após ser dispensado do serviço militar, Bobby teve uma carreira com altos e baixos, lançou ótimos singles e é um nome muito respeitado na Country Music.

Muitos chamam ele de o "Outlaw original", foi ele que "descobriu" e apresentou o Waylon Jennings para o Chet Atkins da RCA Records; foi o primeiro a se rebelar contra Atkins, RCA e Nashville; começou a dar espaço para compositores renegados como Shel Silverstein, Kris Kristofferson e Billy Joe Shaver; inspirou Waylon e Willie a se livrarem de seus contratos com a RCA e darem o pontapé inicial no Movimento Outlaw nos anos 1970.

"Things Change" é o álbum de um músico que não precisa mais mostrar nada para ninguém, ele só quer fazer aquilo que mais ama, compor, tocar e cantar, não existe mais pressão, só diversão. Eu fico feliz quando escuto novos álbuns de lendas da Country Music, é uma honra ainda poder escutar algo novo de músicos como Bobby, Dolly, Willie, Loretta, Guy, Kris e Billy, eles/elas ajudaram a tornar esse estilo tão grande e amado, alguns podem não ser um nome tão influentes na atualidade, mas seus legados estão aí.

Tecnologia do Blogger.