Escutem All American Made da Margo Price


Passei o dia tentando me lembrar como conheci a A Margo Price antes dela lançar "Midwest Farmer's Daughter" ano passado, acabei parando no histórico da minha conta no Youtube e descobri uma pesquisa que fiz em 2014 com o nome dela, não sei qual vídeo assisti, possivelmente foi algum dos muitos que algum fã gravou nos bares de East Nashville, mas foi o suficiente para me encantar na época. Quando escutei "All American Made" pela segunda vez pensei, como um talento desse nível ficou tanto tempo renegado aos pequenos bares Country? Não consigo entender isso.

Quando escutei o EP "Weakness" em julho, disse que "a Margo Price é uma das melhores coisas que aconteceram na Country Music em muitos anos", reafirmo o que disse. "All American Made" continua na pegada dos outros lançamentos da Margo, o Country é a base, mas ela não fica presa ao estilo, você vai escutar Tex-Mex em "Pay Gap", uma puta crítica ao sexismo, Funk em "Cocaine Cowboys", e um pouco de Rockabilly em "Don't Say It", mas o Country sempre está presente nas canções.

Sua voz está cada dia melhor, ela parece mais confiante, o que é perceptível em músicas como "Little Pain", "Weakness" e "Learning To Lose", que tem um dueto simplesmente fantástico com o Willie Nelson, o melhor que escutei nos últimos anos.

A Margo Price é um dos grandes nomes da Country Music na atualidade, no começo de 2016 ela era uma desconhecida, hoje faz grandes turnês, toca nos principais festivais e a mídia exalta seu trabalho, mas ela ainda não chegou no lugar que é seu de direito, talvez nunca chegue, são muitas barreiras para ultrapassar, muitos preconceitos a serem vencidos, seja por ela ser uma mulher na Country Music ou por ser uma tradicionalista. 

Eu torço para que ela continue crescendo, nós fãs necessitamos de mais cantoras como ela, a Country Music precisa disso.

Tecnologia do Blogger.