Escutem Until My Voice Goes Out da Josh Abbott Band


Josh Abbott Band é uma das bandas Country mais bem sucedidas do Texas e foi por causa dela que mergulhei fundo na cena Country texana e nunca mais voltei a superfície, então vocês podem imaginar o tamanho da minha paixão pela música desses caras. "Small Town Family Dream" de 2012 é um dos meus álbuns preferidos da década, mas seu sucessor, "Front Row Seat", foi uma facada no coração, que só não doeu mais que "JEKYLL + HYDE" da Zac Brown Band.

Dois anos se passaram e fiquei sem saber o esperar quando escutei "Texas Women, Tennessee Whiskey", primeiro single desse álbum, a faixa era diferente de tudo que já tinha escutado da banda, o Country ainda é dominante, mas não esperava escutar de instrumentos de sopro tão magníficos. Eu estava sem ânimo para escutar esse álbum, mas essa faixa mudou tudo.

Eu realmente não sei o que dizer, escutar esse álbum está sendo muito agradável, é o retorno de uma das minhas bandas preferidas a um tipo de som que coloca ela no seu devido lugar, na vanguarda, na linha de frente daquilo que chamamos de boa música.

Pirei desde o início com a instrumental "Prelude: An Apprecation of Life" e "Until My Voice Goes Out", que emenda na primeira e começa com um banjo matador. "I'm Your Only Flaw" é a música perfeita sobre a mulher quase perfeita, cuja única imperfeição é ele. "Girl Down In Texas" e "Whiskey, Tango Foxtrot" me fizeram lembrar daquela banda que me fez mergulhar na cena texana anos atrás. 

"Ain't My Daddy’s Town" não é minha faixa preferida, mas é a melhor história. Charles Abbott, pai do Josh, sofreu um AVC no dia 9 de fevereiro, duas semanas antes das gravações do álbum começarem. A banda foi gravar seus instrumentos, mas Josh ficou com seu pai, que morreu menos de um mês depois. A faixa foi escrita antes disso tudo acontecer e entrou no álbum como uma homenagem. A faixa foi gravada em um take e é o momento mais emocionante do álbum, você sente isso na voz do Josh.

Ainda estou perplexo, não imaginava que a Josh Abbott Band voltaria a me impressionar. Vai ser difícil não colocar "Until My Voice Goes Out" no topo de uma das minhas listas no final do ano. 

Tecnologia do Blogger.