Escutem Barefoot in the Head da Chris Robinson Brotherhood


Já começo avisando, "Barefoot in the Head" beira a perfeição. A Chris Robinson Brotherhood ainda não lançou um álbum ruim, pode escolher "The Magic Door" e "Big Moon Ritual" de 2012, "Phosphorescent Harvest" de 2014, "Anyway You Love, We Know How You Feel" e "If You Lived Here, You Would Be Home By Now" de 2016, todos são ótimos, mas eu sempre senti que faltava "o álbum", aquele que eu indicaria para quem me perguntasse da banda. "Barefoot in the Head" é esse álbum, impecável do início ao fim.

A mistura de psicodelia com Country, Blues e Folk me encantou, isso não é algo inédito, mas o Chris Robinson & Cia. fizeram isso de uma forma única. Fui surpreendido logo de cara com "Behold the Seer", faixa cheia de Funk e com um ritmo contagiante; a psicodélica "She Shares My Blanket" introduz o banjo de forma magnífica; "Hark, the Herald Hermit Speaks" é o que chamamos de faixa Dylanesca; "Blonde Light of Morning" começa com um pedal steel de arrepiar e já é mais Country que 99% das músicas que tocam nas rádios mainstream; "Dog Eat Sun" tem uma pagada bem Emerson, Lake & Palmer; "Blue Star Woman" me lembrou The Band com uns sons esquisitos no meio.

"High Is Not the Top" é o grande destaque do álbum, eu tentei prestar mais atenção em outra faixa, mas foi impossível não gostar desse Bluegrass feito pela banda; "If You Had A Heart To Break" é uma balada Country de respeito; o começo de "Glow" me lembrar do lendário Ali Akbar Khan e seu sarod, - gosto muito da sonoridade da música indiana - e fui surpreendido quando vi que o sarod que escutamos na faixa foi tocado pelo Alam Khan, filho do Ali. Para encerrar com chave de ouro, "Good to Know" traz a psicodelia de volta.

Eu estou adorando essa fase extremamente produtiva do Chris Robinson, o cara é um músico genial e está livre para poder criar o som que quiser. Parece que não estar ligado diretamente ao nome Black Crowes libertou toda sua criatividade reprimida, só espero que isso não termine tão cedo.

Tecnologia do Blogger.