Escutem Into the Mess da Red Mess


Após lançar dois ótimos EPs, "Crimson" (2014) e "Drowning in Red" (2015), os garotos da Red Mess lançaram seu debut "Into the Mess", álbum com nove canções inéditas. É impressionante como o Lucas Klepa (vocal e baixo), o Douglas Labigalini (bateria) e o Thiago Franzim (vocal e guitarras) evoluíram desde o dia em que escutei eles na época em que ainda se chamavam Sküllage Coopers.

Até pouco tempo atrás não ligava para o Stoner, não sou um grande fã de Black Sabbath, Kyuss e Sleep eram bandas desconhecidas e a efervescente cena do estilo não me chamava atenção. Acho que comecei a gostar do estilo quando comecei a acompanhar os passos da Red Mess mais atentamente em 2014 e aos poucos fui descobrindo as centenas de ótimas bandas que existem nessa maravilhosa cena brasileira.

Em "Into the Mess" a banda abusou dos riffs e tornou seu som ainda mais progressivo. A sequência "Enemies", "Kork", "Illusion" e "Into the Mess" é tão que parece ser uma única faixa, teve vezes que viajei tanto que nem percebi o fim e o começo delas. "Into the Mess" é um destaque a parte. A faixa tem mais de 12 minutos de duração e está cheia de mudanças de ritmo e é uma loucura agradável de se escutar. Sou um fã de jams, então espero muito ouvir essa faixa ao vivo, ela é perfeita para improvisos.

A Red Mess não é a banda mais famosa na cena Stoner nacional, mas é minha preferida. Ver a evolução deles lançamento a lançamento é maravilhoso e espero que não parem de evoluir nunca, esses garotos tem futuro!

Tecnologia do Blogger.