Escutem The Nashville Sound do Jason Isbell


Estava ansioso para escutar "The Nashville Sound" e ver o nível das críticas do Jason Isbell, me decepcionei e me animei ao mesmo tempo quando encerrei a primeira audição. O álbum foi vendido como bem politizado, mas fomos todos enganados.

"The Last of my Kind" abre o álbum de forma bem suave e conta a história de uma pessoa que foi criada no interior dos EUA, muda-se para uma grande cidade e se perde geograficamente, emocionalmente, mentalmente. "Cumberland Gap" fala da vida sem muitas perspectivas de moradores de cidades em declínio e é um Rock dos bons. A esperança é o tema principal de "Tupelo", aquela que todos alimentamos para fugir dos nossos problemas.

Eis que surge "White Man's World", a música que tem gerado alguns debates na internet. O Jason fala sobre privilégios, raça e gênero, e algumas pessoas se ofenderam com essa composição - a carapuça sempre serve em alguém - mas essa é a visão do Jason, um sulista branco do Alabama.

A música discute minha perspectiva sobre raça e gênero. Eu acho que sua inspiração deve ser bastante óbvia hoje em dia. Eu acho que meu trabalho é avaliar constantemente meu papel na luta humana pela igualdade sem sentir culpa ou vergonha por coisas que não posso controlar.

"If We Were Vampires" fala sobre a vontade que todos os casais tem de ficarem juntos para sempre, algo que a realidade não permite. Em algum momento um dos dois irá morrer e o outro será forçado a viver sozinho. Para Jason, a vida eterna não é a expressão máxima do amor, é esse curto tempo de vida que os apaixonados passam juntos. O dueto entre ele e a Amanda Shires, sua esposa, ficou perfeito. Nem preciso explicar a temática de "Anxiety", que é mais um ótimo Rock. "Molotov" é mais nostálgica e uma das melhores faixas do álbum. Em "Chaos and Clothes" o Jason canta sobre seu amigo Ryan Adams e lamenta seu recente divórcio. "Hope the High Road" é outra canção política, mas é menos questionadora e mais otimista.

Eu sei que você está cansado
E você não está dormindo bem
Sem inspiração
E provavelmente louco como o inferno
Mas onde quer que você esteja
Espero que a estrada o leve de volta para casa
Para um mundo em que você quer viver

"Something to Love" é um conselho escrito para sua filha: encontre uma paixão neste mundo, algo para fazer quando quiser desistir de tudo.

Espero que você ache algo para amar
Alguma coisa a fazer quando sentir vontade de desistir
Uma música para cantar ou um conto para contar
Algo para amar, vai te servir bem

"The Nashville Sound" é mais uma prova de que o Jason Isbell é um dos melhores músicos da sua geração e que seu som não deve ser limitado. Não importa se é mais Country, Pop ou Rock, o trabalho desse cara deve ser apreciado sem preconceitos.

Tecnologia do Blogger.