Billy Joe Shaver, o último outlaw


O movimento outlaw revolucionou a Country music na década de 70. Alguns homens queriam que o monopólio musical virasse pessoal. A música me trás coisas interessantes que estão interligadas por algum elo invisível que você só da conta quando lê, mas quando lê bastante sobre a música. Bob Dylan revolucionou o Rock 'N Roll com suas letras, outro cara fez algo parecido em outro estilo, foi o Kris Kristofferson que revolucionou a Country music com suas letras e melodias poéticas, e o Billy Joe Shaver foi o compositor "Son of gun" da Country music que escreveu canções que mudaram o jogo do certame usando uma arte honky-tonk para expressar a vida difícil do homem norte-americano em gênero, numero e grau. Billy Joe Shaver escreveu inúmeros clássicos no decorrer de sua vida musical, Johnny Cash, Waylon Jennings, Tom T. Hall, Allman Brothers, o Elvis Presley e o Bob Dylan e outros foram apreciadores das letras do Shaver, o Bob Dylan em inúmeras vezes já deixou expresso para a posteridade que é fã das composições do velho Texano.

Billy Joe Shaver apareceu para a música no álbum "Honky Tonky Heroes" de 1973, o álbum não era dele e sim do Waylon Jennings, mas das 10 canções do disco, 9 são composições do Shaver. "Honky Tonky Heroes" foi o álbum que deu inicio ao movimento outlaw e deu ao mundo um dos compositores mais respeitados do meio. Abandonado por seus pais, Billy Joe Shaver foi criado pela avó, nunca terminou o ensino médio e foi criado também naquela áurea cristã temente a Deus em "Georgia  on a fast Train" ele diz: "Boa educação cristã e uma educação de oitavo ano". Na adolescência ele perdeu partes de quatro dedos em um acidente numa serraria; Lutou contra dependências das drogas e também do álcool, mas o pior estava guardado e traçado... Ele perdeu sua mãe, sua esposa e filho (Eddy Shaver) num curto intervalo de meses dos anos de 1999 e 2000. Eddy dividiu o palco com seu pai por mais de uma década, era seu melhor amigo e guitarrista, morreu de overdose de heroína na véspera de ano novo.


"Eu não podia acreditar", disse Shaver a Rolling Stone em 2012. "Minha banda sumiu, todos foram para algum lugar se lamentar, mas eu tinha um show em Austin".  Willie Nelson me ligou e disse: "A melhor coisa a fazer quando o cavalo te derrubar e voltar a montar nele". Willie tinha uma banda muito boa e eu lá estava eu no palco com ele, eu cantava uma e ele outras. É um fato que ao longo dos anos o Willie Nelson tem sido fiel a música do Shaver e o Willie considera o amigo como seu compositor preferido. Em 2014 depois de um grande hiato na musica, "Long in the Tooth" foi lançado, nesse álbum que foi aclamado positivamente pela critica, a canção "Hard To Be An Outlaw" um dueto com seu amigo Willie Nelson, explica bem o status dos dois e explana bem o que é ser um outlaw; simples, direto e selvagem e também como a musica country deve soar. Willie Nelson e Billy Joe Shaver tem uma das mais belas amizades na country music.

O que é preciso para ser um cantor country e um honesto outlaw? Parece que o Shaver tem a receita. Tente disparar contra um homem na cara em uma briga de bar e depois saia para um show e depois entregue-se a justiça, logo após, pare e escreva uma canção sobre o fato. Claro que o Shaver fez isso! Exatamente nessa ordem. No ano de 2007, com quase 68 anos e no Papa Joe's Texas Saloon em Lorena, Texas, Billy Joe Shaver, depois de ver uma faca ser colocada propositalmente no seu copo de whiskey e limpada em sua camisa num ar ameaçador, discute com Bryant Coker e durante a discussão, Shaver atira na cara do seu desafeto naquela noite. Coker sobreviveu, mas uma nova lenda nasceu espalhando-se muito rápido e a cena caiu no imaginário dos fãs.


Em 2010 ele foi absorvido do fato naquela noite, onde alegou legitima defesa e convenceu o júri. Como apoio, Shaver contou com Robert Duvall e Willie Nelson, não deu outra, o staff era pesado demais para o juiz dizer não. Ainda sobre o ocorrido em Lorena TX, a canção "Wacko from Waco" foi criada. 

Eu sou um louco de Waco, disso não há duvidas, atirei na cabeça de um homem, mas não posso falar muito sobre isso... Não começo brigas, eu termino as brigas é assim que sempre serei... sou um louco de Wacko e é melhor você não mexer comigo.

Muito foda!

Hoje em dia o Billy Joe Shaver ainda é uma presença imponente no palco. Ele comanda a multidão em seus shows, pede para os homens para abraçarem suas esposas nas canções que faz jus ao momento, pisa com força no palco para canções mais agitadas e abre seus braços olhando para o céu como se tivesse dedicando as canções espirituais para o seu filho Eddy. Recentemente deu entrada nos hospitais para tratar de sua saúde que cambaleia no fardo pesado do tempo, mas ele ainda é aquele vivo velho surrado que rola pelos honky-tonk's da vida. Vivendo uma vida de outlaw por completa, Billy Joe Shaver é o retrato perfeito do que é ser um fora-da-lei, em estilo, em vida e obra. 
God Bless Billy Joe Shaver

Wotson
Wotson de Assis tem 27 anos, é um mineiro em terras nordestinas, administrador, poeta, compositor e pesquisador da Country Music. Admirador-mor de artistas que elevaram a música por meio das letras, da voz e simplicidade. Fuck o Pop Country!
Tecnologia do Blogger.