Reflexões de um One Man Band - Nossos pequenos deuses


Ouvi por estes dias uma frase que tem tudo a ver com o assunto que quero externalizar: os nossos pequenos deuses.

Meu colega dizia que músico é um sujeito que tem um instrumento caríssimo, que viaja quilômetros de distância para receber um cache que por vezes não chega a 10% do valor de todo o seu equipamento.

VERDADES

Uma grande verdade para a maioria de nós artistas. O ponto é, como encontrar o equilíbrio entre o valor arrecadado e o necessário investimento em equipamentos novos ou até a reposição do mesmo? Até que ponto investir em novos equipamentos é saudável, será que a nossa condição artística nos deixa vulneráveis a criação de nossos pequenos deuses?

FATOS DA VIDA

Lembro-me de um episódio que ocorreu comigo no início da minha carreira, nessa época eu ainda não tinha começado o meu projeto one man band. Meus instrumentos eram nacionais, simples, não tinham nada de mais neles. Estava ciente que era um ponto negativo citado por alguns bundas moles, meu instrumento não era de boutique. Foi quando eu conheci um colega de profissão com alguns anos a mais de estrada, lembro-me que um dos conselhos dele era a mudança urgente de guitarra.

Vislumbrando novas possibilidades de shows, eu encarei a empreitada de me endividar para adquirir novos instrumentos. Mas, as tais novas oportunidades não aconteceram no tempo previsto e isso me gerou um sério problema financeiro. Eu tinha criado um pequeno deus que me trouxe uma série de problemas.

UMA REALIDADE QUE POUCOS FALAM

O meio artístico não é, mas pode ser um rolo compressor, que irá passar por cima de você caso permita. Farei aqui uma alusão com o conceito que as religiões judaico cristãs possuem sobre os ídolos. Ídolo é tudo aquilo que nós elevamos ao nível de "deus". Por intermédio dos ídolos, você vislumbra certos êxitos, acreditamos que iremos conseguir chegar a patamares por meio deles.

Se eu tiver isso, eu conseguirei fazer aquilo. Se eu aceitar me submeter a esse tipo de comportamento, irei alcançar o sucesso e a admiração que tanto mereço.

QUANDO A VERDADE APARECE

Então você se submete e percebe que tudo o que você ofertou ao ídolo, seu dinheiro, seu tempo, sua honestidade, sua dignidade e ética não foram suficientes. E é aí que você entende que o seu tão venerado ídolo nunca foi um "deus" e sim um demônio.

Ídolos são insaciáveis, querem sempre mais, seu objetivo é sempre tornar do idolatra um escravo, é consumir todos os seus recursos, é tirar tudo o que ele tem, tudo o que ele é, para deixa-lo na merda mesmo.

SOMOS GENTE

Estou aqui utilizando o exemplo judaico cristão mas acredite, não tem nada de espiritual nisso, muito menos de religião. Isso é um reflexo da nossa condição humana insaciável por felicidade, consideração, aceitação, patamares de carreiras que normalmente demorariam cinco, dez, vinte anos, mas nós queremos aqui e agora.

Nós artistas somos constantemente convidados a criação de novos ídolos em nossas vidas. Temos que provar o quanto somos capazes, talentosos, importantes em fim, não é diferente agora que tenho me apresentado como one man band. E se você está disposto a não pagar o colégio da sua filha ou o documento do seu carro para comprar a guitarra que aparentemente você tanto precisa, cuidado.

Uma viagem a Chicago parcelada em 36x no cartão só para postar um vídeo de 15 segundos em nossas mídias sociais, para que todo mundo olhe e diga; nossa, ele está em Chicago, a terra do blues!

Nossos pequenos deuses são exigentes e o problema é que nós sempre achamos que se rompermos com eles, tudo estará acabado, chegamos a pensar que não conseguiremos seguir em frente sem os nossos pequenos deuses. Assim é um músico quando tem que devolver a sua guitarra a loja, ele se vê obrigado a subir ao palco com sua aquela antiga guitarra baratinha, o vazio tomará conta de desse guitarrista caso ainda não tenha compreendido que quem faz o músico não é o instrumento.

Ari Frello
Ari Frello é guitarrista, violonista, gaitista, cantor, compositor, produtor musical e professor de música. Está na estrada desde 2008 e se tornou conhecido por seu trabalho como "One Man Band". Já lançou três álbuns autorais e já trabalha no próximo.
Tecnologia do Blogger.