Reflexões de um One Man Band - Não o maior e sim, o melhor que eu puder ser


"Minha meta nunca foi ser o maior e sim, o melhor que eu puder ser. Algo muito mais franco, que me faz encarar as minhas rebarbas."

E eleger o melhor do mundo em alguma coisa quando o assunto é arte sempre  é uma tarefa um tanto quanto delicada. Qualquer tipo de manifestação artista leva consigo uma boa dose de conceito, os olhos de quem vê ou ouve define se aquilo se encaixa dentro dos parâmetros do que a pessoa considera bom, agradável, que combine com ela.

COMPARAÇÕES

Já no esporte, os atletas competem para que no final restem apenas os ganhadores. Uma maneira de obter a resposta de quem é mais capaz desenvolvida a milênios e que ainda é eficaz.

Sei que é um assunto um tanto quanto controverso, pois existem revistas que elegem a melhor banda do ano, o melhor guitarrista ou cantor em fim, mas no fim das contas todos nós concordamos que tudo é uma questão de pontos de vista. Que a melhor banda do ano é tão talentosa quanto várias outras dos eu estilo e isso é o melhor de tudo, pois quanto mais gente fizer som de qualidade, mais variedade temos para apreciar. Os semelhantes sempre se ajudam mesmo que não queiram.

GARIMPO

Sou um garimpeiro de som, sempre estou procurando algo legal para ouvir. Isso me coloca conectado com o mundo e me faz ver a quantidade enorme de gente pelo mundo que está desenvolvendo um trabalho de qualidade, tanto no segmento One Man Band como nas cozinhas tradicionais.

Os meus iguais, e não rivais, tem me surpreendido cada vez mais. Tenho achado verdadeiros talentos inclusive dentro do segmento One Man Band, em diversas vertentes seja do Rock, Blues em fim, tem muita gente fazendo som de qualidade.

Também acho muito bom, poder ouvir outros músicos com projeto One Man Band e perceber que vale muito a pena tê-los como referenciais em minha carreira.

Não tenho a vaidade de ser o melhor do mundo, venho tentando ser o melhor que eu puder, me aprimorando artisticamente e mostrando que uma visão assim é muito mais franca consigo mesmo.

Sei dos meus défices, quais as regiões que me faltam aprimoramento e tenho lutado para ser melhor dentro de uma realidade sadia, franca, sendo sincero comigo mesmo e com os outros.

Ari Frello
Ari Frello é guitarrista, violonista, gaitista, cantor, compositor, produtor musical e professor de música. Está na estrada desde 2008 e se tornou conhecido por seu trabalho como "One Man Band". Já lançou três álbuns autorais e já trabalha no próximo.
Tecnologia do Blogger.