Música country menciona drogas mais do que qualquer outro gênero, diz estudo


Se você acha que a Country Music está ficando mais legal, ou que a Country Music está perdendo sua posição nas rádios, as canções populares da Country Music agora trazem mais referências a drogas do que as letras de qualquer outro grande gênero musical americano, mais do que o Hip-Hop, e ainda mais do que o mundo EDM.

Segundo o estudo "Drugs In Music- Analyzing Drug References In Musical Genres" do Addictions.com, as canções Country incluem referências de drogas 1,6% do seu tempo, o que é mais do que Jazz, Pop, Eletrônica, Rock, Folk, Hip-Hop e demais estilos. A maconha é a droga mais referenciada, mas não a única. Cerca de 30% das referências eram a maconha. A cocaína seguiu com 22%, com percentuais menores, ácido, pílulas, metanfetaminas, heroína e ecstasy também receberam menções. Os dados da pesquisa foram compilados por um API que analisa o significado e o conteúdo lírico das canções.


Este estudo mostra que a Country Music não é tão family-friendly e que o Hip-Hop é "mais adequado para todos os membros de uma família". 

"Se você perguntar ao fã de música casual quais gêneros são mais propensos a falar sobre o uso de substâncias recreativas, o Hip-Hop ou a música eletrônica contemporânea provavelmente serão as respostas mais comuns", diz o estudo. "Mas de acordo com nossa pesquisa, ambos esses estilos são relativamente mansos. Das oito categorias, o Country lidera a pesquisa... O Hip-Hop no último lugar com menos de 1,3%, desafiando a suposição de que todos os rappers são vendedores líricos de drogas."

Embora o estudo não ligue diretamente referências de drogas com o uso de drogas, ele vai contra o senso comum de que a Country Music é um lugar seguro para todos os ouvintes. O estudo foi feito para ser uma informação útil para as famílias e para os viciados em recuperação que podem estar querendo evitar referências de drogas nas músicas que escutam.

"Acho que houve uma enorme cultura de drogas nos anos 90 que estava florescendo na música rap que simplesmente não é tão grande como antes", diz Logan Freedman, que é um cientista de dados da Addictions.com. "É realmente incrível, eu acho que porque a maconha tornou-se mais normalizada em nossa cultura, muitos artistas do Country estão escrevendo sobre isso mais frequentemente."


Isso também leva à questão se a maconha, como uma "droga", deve ser tão alarmante como a cocaína, por exemplo. Referendos em diversos estados dos EUA tornaram a maconha legal em alguns lugares, legal para fins medicinais em outros, e descriminalizou seu uso em muitos. Além disso, uma canção poderia fazer referência a drogas, mas poderia fazer em um conto cautelar em oposição ao uso, assim como várias músicas de Johnny Cash, Johnny Paycheck e outros.

No entanto, o estudo é outro sinal de que os valores da Country Music estão mudando, e não necessariamente em uma direção positiva para todos os ouvintes.


PS: Traduzi esse texto escutando Willie Nelson.
Tecnologia do Blogger.