Escutem Welcome Home da Zac Brown Band


A Zac Brown Band me decepcionou demais com seu último álbum, "Jekyll + Hyde", e fiquei muito empolgado quando a banda anunciou um retorno às raízes em "Welcome Home", fiquei mais animado ainda quando escutei "My Old Man", primeiro single do álbum. Outros singles foram lançados, "Real Thing", "Family Table", "All The Best" e "Roots", e eles me fizeram ter certeza que esse seria um álbum muito melhor que seu antecessor.

Admito que "Welcome Home" não me empolgou tanto nas primeiras três vezes que escutei - até comentei em um grupo que esperava mais do álbum - queria algo com uma pegada mais "You Get What You Give" ou "The Foundation", mas o que escutei foi algo mais próximo do ecleticismo moderado de "Uncaged", outro álbum que sou aficionado.

Musicalmente, esse novo álbum, na minha opinião, se aproximou mais de "Uncaged", álbum em que a banda deixou de ser só mais uma banda Country, expandiu seu som e assumiu seu lado jam - extrapolou na aberração lançada em 2015, mas isso acontece - e a banda não abandonou essa pegada em "Welcome Home". O Country está em todas as partes, mas é um Country à lá Zac Brown Band, cheio de outras influências. Quando o Zac Brown falou em retornar às raízes, significa escrever músicas que literalmente falam sobre suas raízes, demorei para entender isso. "Welcome Home" ficou melhor a cada play e está repleto de grandes momentos, vide os singles já citados e a bela "Your Majesty".

Esse álbum está gerando reações bem diferentes entre os críticos e fãs, eu estou do lado da galera que gostou muito do álbum e está dando pulos de alegria por ver a banda fazendo o som que tanto amamos.

Tecnologia do Blogger.