A história do Lynyrd Skynyrd antes da fama

Formação que gravou o primeiro álbum da banda

Nossa história começa em 1964 na cidade portuária de Jacksonville, sul da Flórida, que é o berço do Southern Rock, lá as grandes bandas do estilo iniciaram suas carreiras (Blackfoot, Molly Hatchet, .38 Special e Allman Brothers Band, que se mudou para Macon, GA, mas passou seus primeiros anos na Flórida). A história é bem conhecida, o jovem Ronnie Van Zant estava jogando baseball e rebateu violentamente uma bola, que por uma incrível coincidência, caiu bem na cabeça de jovem Bob Burns, que estava sentado na arquibancada ao lado do seu amigo Gary Rossington na arquibancada. Após a bolada na cabeça, Bob ficou desacordado por alguns minutos.

Conversa vai, conversa vem, descobriu-se que o Bob Burns tinha uma bateria, o Gary Rossington uma guitarra e que o Ronnie Van Zant, além de ter uma ótima rebatida, sabia cantar. O embrião de uma banda, ainda sem nome, já estava formado, mas ainda faltava um baixista e um amplificador. O Gary indicou o Larry Junstrom para o baixo e o Allen Collins entrou na banda por ter um amplificador e tocar guitarra. Assim surgiu a My Backyard, que mudou de nome por diversas vezes ao longo dos anos, começando com Noble Five, Wildcats, Sons of Satan, Conqueror Worm, Pretty Ones e One Percent.

A banda começou a ensaiar na garagem da casa do Bob Burns. "Nós plugávamos nossas guitarras no canal limpo, Ronnie colocava seu microfone no normal - eram os três em um amplificador - e Bob tocava bateria. Foi assim que começamos", disse Gary. No começo os garotos eram influenciados pelo Country, Blues e Rock britânico (Rolling Stones, Yardbirds, Cream). 

Foto provavelmente tirada durante as gravações do Pronounced 'lĕh-'nérd 'skin-'nérd
Foto provavelmente tirada durante as gravações do Pronounced 'lĕh-'nérd 'skin-'nérd
O nome Lynyrd Skynyrd surgiu de um modo inesperado. Durante um show, Ronnie Van Zant anunciou a banda com o nome de Leonard Skinner, o famigerado instrutor de ginástica da Robert Lee High School em Jacksonville, que vivia dando suspensão aos garotos por causa dos seus longos cabelos, comportamento que se chocava com as rígidas normas da escola.

"Nós somos (a banda) One Percent, mas vamos mudar nosso nome esta noite. Todos que quiserem que mudemos para Leonard Skinner, aplaudam!", disse Ronnie. A platéia conhecia o professor e aprovou o nome de imediato. Com o tempo, os membros substituíram as vogais por Y, segundo Gary, "para preservar a identidade do culpado".

Passaram a ensaiar numa espécie de barracão de madeira e zinco, tão pequeno e quente que foi apelidado pelos integrantes de "Hell House", ao sul de Jacksonville. Foi no calor sufocante da "Hell House" que o som da banda começou a tomar forma - Country, Blues e Hard Rock eram a base sonora do grupo. Além de músicas próprias, tocavam covers de Cream, Creedence Clearwater Revival e outras bandas que faziam sucesso na época.

Em 1968, a Lynard Skynard (eles ainda não tinham trocados o "a" por "y") conseguiu gravar o single "Need All My Friends"/"Michelle". De acordo com o Goldmine Price Guide, aproximadamente 300 cópias foram prensadas. 

Em 1971, a banda já tinha feito centenas de apresentações e era uma das mais requisitadas da região. Nessa época, a banda teve sua primeira troca de membros, o Larry Junstrom saiu e foi substituído pelo Greg T. Walker (que mais tarde fez história com a Blackfoot) no baixo. Ainda em 1971, por um breve período (até o início de 1972), o Rickey Medlocke tocou bateria na banda, contribuiu com algumas composições e chegou até a cantar. Medlocke cresceu com os membros fundadores do Lynyrd Skynyrd e seu avô, Shorty Medlocke, pode ter sido uma das muitas influências para a criação do personagem da faixa "The Ballad of Curtis Loew". A banda tocou alguns shows com Burns e Medlocke, usando uma abordagem dual-drummer, a mesma que o Allman Brothers usou por toda sua existência. Em 1971, eles fizeram algumas gravações no famoso Muscle Shoals Sound Studios com Walker e Medlocke, mas sem a participação de Burns.

Ronnie Van Zant, Gary Rossington e Allen Collins com Al Kooper na sala de controles do Studio One durante as gravações do álbum "Pronounced 'lĕh-'nérd 'skin-'nérd".
Ronnie Van Zant, Gary Rossington e Allen Collins com Al Kooper na sala de controles do Studio One durante as gravações do álbum "Pronounced 'lĕh-'nérd 'skin-'nérd".
O início da década de 1970 serviu para a banda desenvolver seu estilo e isso só foi possível graças aos muitos shows que a banda realizava no sul dos EUA. O Rickey Medlocke saiu da banda no início de 1972 para se dedicar a Blackfoot e o Greg T. Walker fez o mesmo. Com a saída do Rickey, a banda voltou a ter um baterista, o Bob Burns. O Leon Wilkeson entrou na vaga do Greg.

Ainda em 1972, o Billy Powell entrou para a Lynyrd Skynyrd como roadie. Um dia, ao ouvi-lo tocando piano entre as sessões de gravação, Ronnie perguntou porque nunca havia dito que sabia tocar o instrumento. Powell respondeu que estava feliz com seu trabalho de roadie e não ambicionava tocar com a banda. Mas Ronnie não ligou para isso e convidou Billy para entrar na banda.

Com a entrada do Billy Powell, a formação clássica do Lynyrd Skynyrd estava completa. Com Ronnie Van Zant nos vocais, Gary Rossington, Allen Collins e Ed King nas guitarras, Bob Burns na bateria, Billy Powell nos teclados e Leon Wilkeson no baixo, a Lynyrd Skynyd para Doraville, Georgia para gravar sua estreia. "Pronounced 'lĕh-'nérd 'skin-'nérd" foi gravado entre os 27 de março e 1 de maio no Studio One.

O resto da história vocês conhecem bem.
Tecnologia do Blogger.