Muddy Roots Brasil 2016 é cancelado


O que dizer agora, quando estamos há exatos seis dias para a realização de um sonho? Há menos de uma semana da concretização de uma jornada épica, na qual levamos no peito e na raça a missão de impulsionar e levar adiante a cena musical, não em Botucatu, mas no Brasil. Estamos a míseras 140 horas de coroarmos o que imaginávamos, seria um início, um chute inicial, o começo de uma nova fase. A intenção sempre foi a melhor possível: sair do mainstream, do monopólio das grandes gravadoras, dos “jabás” e da cena comercial. Acreditamos, e sempre acreditaremos, que ainda há espaço pra música de verdade, pra festivais nos quais não haja distância entre público e artistas, onde se respira música que vem da alma, não importando se você toca ou escuta. Você simplesmente vive a porra toda.

Infelizmente, ao invés de estarmos bradando a todos (músicos e parceiros de todos os cantos do Brasil, que vêm incentivando, divulgando, unindo-se a nós numa sinergia que nos faz ter certeza de estarmos no caminho certo) que a hora é agora e que o grande dia está próximo, nós nos vemos na triste situação de vir a público, depois de meses de preparação, suor e energia que com certeza NÃO foram gastos à toa, botar o gato no telhado. Matar o gato. Chamar o bombeiro, o que quer que seja. - Faltam palavras. Sobra indignação.

Até agora o consulado brasileiro não conseguiu nos conceder um visto de trabalho sequer. Há mais de dois meses entramos com o pedido. Seja por conta das falhas no sistema que agora só funciona via site, descaso, ou quaisquer outros motivos que não nos foram comunicados, ficamos, literalmente, com a corda no pescoço. A produção estava estacionada até hoje, esperando ansiosamente o sinal verde pra botar em prática tudo o que foi minuciosamente planejado e preparado pra um fim de semana inesquecível. Tínhamos esperança de que a nossa BURROcracia desencantasse. Pelo visto não desencantou.

Grande, enorme dilema. Tocamos a produção e vamos pro pau, ainda com esperança de que tudo corra bem, bem ao estilo do brasileiro, na última hora? É uma alternativa. As chances existem. Mas e se a cagada se concretiza? Tocamos o festival assim mesmo, “só” com as bandas locais? Nesse caso o que pensaria o público, aquele que comprou o ingresso pra ver Bob Wayne, Urban Pioneers ou Freeborn Brothers? Adiamos o festival por respeito ao público, postergamos o sonho e frustramos uma puta galera que já está esquentando as turbinas há quase um mês? Procrastinamos a festa de tanta gente que talvez nem se importe tanto com a presença dos “gringos”? Fácil fazer as perguntas. Impossível obter as respostas em tempo. É uma verdadeira “escolha de Sofia”, uma dolorosa decisão que tem que ser tomada agora, enquanto escrevemos esse texto, enquanto xingamos meio mundo, bebemos cerveja e ouvimos boa música. Não deixaremos de viver pela causa! Tudo o que estamos fazendo é puramente visceral. Jamais foi comercial. De verdade! Quem conhece sabe, seja banda ou seja público.

Assim passamos o triste dia de hoje. De todos os vistos pedidos, apenas um foi realmente confirmado. Nossa decisão foi tomada, sabendo que qualquer que tivesse sido o veredito, sofreríamos críticas, desapontaríamos alguns, ou muitos, inclusive nós mesmos. Gostaríamos de dizer que agradecemos desde já a compreensão de todos, mas o fato é que não acreditamos nisso, então preferimos dizer que compreendemos totalmente a falta dela, até mesmo a indignação por parte de alguns. Também nos sentimos da mesma maneira. Indignados, frustrados, cansados, por quê não? Brigamos muito por isso, e, infelizmente o Brasil nos passou na perna. Mas somos chatos, brasileiros de verdade, não desistiremos, não deixaremos que nos derrubem.

Hoje, o Muddy Roots Brasil 2016 está oficialmente cancelado. Isso é, adiado. Mas não é hora de prometer nada, a não ser que vamos continuar vivendo do mesmo jeito, com os mesmos ideais e botando lenha nessa fogueira. Jamais deixaremos de acreditar. Nossas mais sentidas desculpas a todos os envolvidos até aqui. Aos parceiros, amigos, bandas, incentivadores, toda a nossa gratidão. Não despejaremos nossa raiva e indignação aqui. Apenas estaremos na luta por um Brasil melhor. Nas ruas, nos palcos, nos becos, na lama! De nossa parte vai ter luta. Voltaremos mais fortes no ano que vem, pra fazer do Muddy Roots 2017, um marco na cena musical brasileira. Don´t be a jerk!!!!

OBS: Obviamente todos aqueles que adquiriram seus ingressos serão ressarcidos de forma integral. Para quem comprou online, favor entrar em contato com o site www.portaldoingresso.com.br e para quem comprou nos pontos de venda, favor entrar em contato ou comparecer direto no local.
Tecnologia do Blogger.