Playlist: Country Girl Power!


O tema da playlist de hoje é empoderamento feminino.

Se vamos falar de empoderamento feminino, logo falaremos de feminismo. Entre todas as vertentes do feminismo, sempre me identifiquei com o feminismo liberal, que "acredita que a forma de assegurar a igualdade entre o homem e a mulher é por meio de reformas políticas e legais. E que quando a mulher decide seguir um padrão de beleza ou se prostituir, ela está exercendo a sua liberdade de escolha." Essa não é uma corrente muito popular no Brasil, mas tem grande influência nos EUA e Europa.

E o que Country Music tem a ver com isso?

Meses atrás publiquei no site da BCMA minha opinião sobre o Bro-Country, onde fiz um apanhado de opiniões sobre o movimento e critiquei as letras de suas canções, que são repletas de machismo e outros temas nada inspiradores. Quando a postagem foi publicada, algumas pessoas me questionaram, falaram que o "politicamente correto não podia chegar no Country", entre outras coisas. O Country pode ter esse jeitão de conservador, mas ele é mais progressista do que você imagina. 

Comecei a pesquisar sobre o assunto desde que publiquei o texto na BCMA, mas não consegui parar para escrever algo, pelo menos até quarta-feira, 31 de setembro, dia em que encontrei o Rocha Junkyard (DJ Country em Sampa e um grande fã do estilo). Estávamos em um bar, o assunto surgiu e ele me disse que sua esposa, a Pin-up Juliana Boiger, também tinha se interessado pelo assunto e criado a playlist Country Girl Pwr!.


A playlist criada pela Juliana é composta por músicas cantadas por mulheres e com letras que buscam empoderar as mulheres. Lá vocês encontrarão músicas da Carrie Underwood, Dixie Chicks, Dolly Parton, Gretchen Wilson, Jeannie C. Riley, Kacey Musgraves, Kelli Wells, Loretta Lynn, Lynn Anderson, Martina McBride, Miranda Lambert, Nancy Sinatra, Nikki Lane, Patsy Montana, Reba McEntire, Rose Madoxx, Shania Twain, Tammy Wynette e Wanda Jackson.

Muitas dessas mulheres lançaram essas músicas em períodos do século 20 em que elas eram mais repudiadas que atualmente, uma época em que poucos saiam para defender elas. Os casos mais clássicos são "The Pill" da Loretta Lynn e "Harper Valley P.T.A." da Jeannie C. Riley, dois casos que abordarei com mais tempo.

Conhece alguma música que poderia estar nessa postagem? Comente!
Tecnologia do Blogger.