20 Greatest Bluegrass Albums of 2015


Qual o motivo dos álbuns de Bluesgrass não estarem na mesma lista que os de Country? Eu quis assim, acho que em uma lista separada posso dar o devido valor a eles. Sempre tratei o Bluegrass como um estilo independente da Country Music, não gosto de categorizar ele como um subgênero.

A lista é pequena, mas contempla os principais lançamentos do estilo e não esperem uma lista baseada no tradicional. Diferente da Country Music, não vejo problemas em inserir algumas modernidades no Bluegrass, por isso é bem comum encontrar bandas de Jamgrass em minhas listas ou postagens ao longo do ano. Meu preconceito se limita a Country Music.

E não se esqueçam de seguir a playlist no Spotify, lá inclui as melhores músicas que escutei em 2015.

20 - Dustbowl Revival - With a Lampshade On
19 - Doyle Lawson - In Session
18 - Alison Brown - Song of the Banjo
17 - The Steeldrivers - The Muscle Shoals Recordings
16 - Sideline - Sideline Session 2
15 - Dale Ann Bradley - Pocket Full of Keys
14 - Russell Moore & IIIrd Tyme Out - It's About Tyme
13 - Barnstar! - Sit Down! Get Up! Get Out!
12 - Mustered Courage - White Lies and Melodies
11 - Yonder Mountain String Band - Black Sheep
10 - The Lowest Pair - I Reckon' I'm Fixin' on Kickin' Round to Pick a Little


Desde que escutei "36¢" no ano passado, a The Lowest Pair passou a ser uma das minhas bandas (duo na realidade) preferidas de Bluegrass. A Kendl Winter e o Palmer T. Lee encontraram o ponto ideal e "criaram" uma sonoridade muito natural. 

9 - Flatt Lonesome - Runaway Trains


Essa banda é uma família, literalmente, então a química é natural. Ao longo do álbum a banda passa por alguns estilos do Bluesgrass e isso é muito interessante. É a mesma banda de "Toco" lançado ano passado, mas cresceram muito musicalmente nesse ano. Esse é um álbum que qualquer fã de Bluegrass irá gostar

8 - Della Mae - Della Mae


"This World Oft Can Be" foi a estreia perfeita para apresentar essas quatro mulheres de Boston ao mundo, o álbum foi aclamado pela crítica e fãs, o que colocou a banda no topo logo de cara. Musicalmente falando, nada mudou desde a estreia da banda, mas é visível que elas estão mais experientes e mais entrosadas. Na última faixa, "High Away Gone", elas decidiram experimentar algo novo e fiquei com vontade de escutar um álbum em que elas saiam dessa zona de conforto.

7 - The Lowest Pair - The Sacred Heart Sessions  


The Lowest Pair aparece duas vezes nessa lista e nem preciso elogiar tanto o duo aqui, já fiz isso no álbum 10, o "I Reckon' I'm Fixin' on Kickin' Round to Pick a Little". O "The Sacred Heart Sessions" foi o primeiro que eles lançaram no começo do ano e é o álbum que realmente encantou os ouvintes de Bluegrass. É um som simples, mas original, less is more, só isso.

6 - Hot Buttered Rum - The Kite & The Key, Part 1  


Me criticaram semana passada por dizer isso, mas para mim, Progressive Bluegrass consegue ser melhor que o Bluegrass tradicional. Nessa vertente eu tenho a possibilidade de escutar banjo e violino por longos minutos e esses instrumentos sempre geram belas jams. E quando o assunto é realizar jams, poucas bandas sabem tocar esse estilo tão bem quando a Hot Buttered Rum.

5 - Cornmeal - Slow Street


É o mesmo que disse do álbum anterior, amo o Bluegrass progressivo, Jamgrass se preferirem, nunca fui um puritano no Bluegrass, ao contrário do Country, esse som é bom sempre, melhor ainda quando é o primeiro lançamento da banda em quase 10 anos. É quase impossível uma banda ser popular sem lançar um álbum a tanto tempo! Não com a Cornmeal, que continuo a ser uma das bandas mais populares nos festivas do estilo. Quando escutamos "Slow Street", percebemos o motivo da banda ainda ter um público fiel, eles são espetaculares e honram as grandes jam bands.

4 - 10 String Symphony - Weight of the World


Pra mim é extremamente impossível não gostar de uma banda baseada em dois violinos e duas vozes. Não consigo me lembrar como cheguei a "Weight of the World", só sei que me dei bem, escutei um álbum com divulgação quase zero e qualidade total. E não consigo criticar algo assim, tudo nessa levada é facilmente aceito por mim.

3 - Punch Brothers – The Phosphorescent Blues


Eis uma banda realmente talentosa que consegue mesclar bem o Bluegrass com o Clássico e tornar o som acessível a qualquer um. De cara eles te presenteiam com "Familiarility", uma faixa extremamente complexa com 10 minutos de duração, me ganharam só com essa música. Essa primeira faixa me fez lembrar da impecável "The Blind Leaving the Blind Mvt 1" do álbum de estreia deles. Um álbum para amar eternamente!

2 - Rob Ickes & Trey Hensley - Before the Sun Goes Down


O Bluegrass é bom de qualquer maneira, do puritano, as jams até aqueles que se misturam com outros estilos. Nesse caso, o Rob Ickes (ex-Blue Highway) e o Trey Hensley (o menino que aos 11 anos subiu ao palco do Grand Ole Opry e tocou com Marty Stuart e Earl Scruggs) são dois tradicionalistas, um experiente e outro evoluindo de forma absurda. Essa é a minha indicação para aqueles que gostam do Bluegrass tradicional.

1 - Steve Martin & Edie Brickell – So Familiar


Nunca fui fã do Steve Martin ator, mas o Steve Martin músico é sensacional e não tem como não ser fã desse cara. Esse é seu quinto álbum desde 2009, ano em que retornou com a carreira musical, o terceiro ao lado da maravilhosa Edie Brickel, uma das mais belas vozes do momento. É difícil escutar uma música dezenas de vezes e ter a sensação de que é a primeira vez em todas, "I Had a Vision" faz isso acontecer sempre. Essa dupla alcançou uma química rara nos dias de hoje, sorte nossa.
Tecnologia do Blogger.