Faixa a Faixa: Braveheart comenta Dedicated to my Heart


No dia 14 de setembro, os paranaenses da Braveheart lançaram seu segundo álbum de estúdio, "Dedicated to my Heart". A banda está na ativa desde 1992, lançou diversas demos, EPs e singles, eles estão sempre lançando algo novo, nunca deixam os fãs sem algo novo por muito tempo.

"Dedicated to my Heart" é muito influenciado por The White Buffalo e Blackberry Smoke, veio com uma sonoridade bem diferente dos outros trabalhos da banda, como foi muito bem explicado em uma recente entrevista que fizemos com a banda.

Fiquem com o faixa a faixa feito pela banda.

1 - Who’s to blame?



Foi a segunda música a ser criada, no começo de 2014 através de uma jam no ensaio. Desde então, já queríamos soar desta forma neste álbum, e sabíamos que teríamos a oportunidade no momento exato. As referências dos filmes Western de John Wayne e Clint Eastwood com o cinema ArtPop do Tarantino exemplifica a sonoridade da música. A letra fala sobre a culpa que carregamos por termos feito algo (ou pelo menos acharmos que tenhamos feito algo errado) e ter que conviver com esta dor, pedindo o perdão de Deus para uma suposta redenção. 

"..Only if I have your forgiveness God, I’ll accept it"

2 - Guilty



Essa foi uma das últimas músicas compostas para o álbum. Quando foi criada, não pensávamos na letra, apenas no sentimento que ela estava passando. Foi então que decidi colocar esta letra em memória ao meu pai, pois me sentia culpado por atos que havia feito com ele um pouco antes dele morrer. Inclusive fiz uma tatuagem sobre isto, para tentar externar esta culpa que vinha carregando desde 2006, e que agora, em 2015 pude definitivamente me livrar de uma culpa que nunca existiu. 

"The cure for what never existed"

3 - Christmas Carol



Foi uma música criada no Natal de 2014, na casa da minha noiva. Eu e o Marcos estávamos para gravar o nosso habitual vídeo natalino do ano, quando surgiu estes riffs e melodias que tornarem-se esta bonita canção sobre um casal que não pode estar mais junto na data de natal, pois o marido morreu, e agora tem que ver a véspera de natal do lado de fora da janela de casa. 

"How I wish I could hold you strongly once again, babe"

4 - First People



Música criada na mesma jam que fizemos na casa do Marcos para Guilty e Remember Who you Are. Lembro de ter soado diferente, com aquela marcação 3/4, e na hora, por ter sido tocada no violão ( como praticamente todas deste álbum) me veio a sensação indígena sobre o contexto que poderia se tornar a música. O nome surgiu em uma aula minha do mestrado, onde meu orientador comentou sobre como os canadenses se referenciam aos índios deles. Para não fugir do contexto, criamos uma letra de um índio que está em busca do seu pai, da tribo Makawee, e descobre que o pai está espiritualmente sobre ele mesmo.

"and on the top of the hill, I saw him in my skin"

5 - Finding my Way



Desde o falecimento da minha mãe em 2002, eu sentia que precisava compor algo para ela, em agradecimento pelos anos vividos ao seu lado, e por todo carinho, amor, educação e bons costumes que ela me deixou. Esta foi a primeira música a ser composta para o álbum, em meados de 2013, onde a primeira gravação no celular mostrou que 95% dela soa como está no álbum, apenas tendo uma letra nova e algumas partes alteradas. Desde a primeira jam, ela nasceu pronta e desde então sabíamos que poderíamos achar nosso caminho com esta bela canção do novo álbum. Em virtude da letra, o Marcos que tb tem seu pai falecido e o Silvio que perdeu sua mãe em 2014 casou de uma forma única, para projetarmos o videoclipe desta música, que nos causou grande comoção no dia da gravação.

"I just want this day to say,
How your actions will carry me for all my days"

6 - Remember Who You Are



Naquela última jam na casa do Marcos, muitas coisas surgiram, e esta estava neste montante. Uma música calma e doce, com uma certa pitada de Sleepy Little Town do The White Buffalo. Então foi o momento de prestar a homenagem as pessoas que são e serão importantes para o restante da minha vida, minha futura esposa e futuros filhos, com uma certa menção a um trecho do filme que marcou a infância dela, o Rei Leão. 

"and when we have a K or a J we’ll still smile; I hope to shine up there for them too"

7 - Don’t Get me Wrong



Música composta em meados de 2014 com partes em 2015. Não tínhamos nenhuma ideia sobre ela ainda, foi quando estávamos escrevendo as letras na casa do baterista Silvio, junto com sua mulher e uma amiga do casal, nasceu esta letra por puro feeling dos três. Levar uma vida errada, de forma que você precisa compreender as consequências destes erros, é o peso da vida.

"You sacrifice your life, Trying to find another way"
Tecnologia do Blogger.