I Saw the Light será um fracasso?


I Saw the Light, cinebiografia da curta vida do Hank Williams, estrelado por Tom Hiddleston como Hank, e Elizabeth Olsen como Audrey Williams, fez sua estréia no Toronto International Film Festival, na sexta-feira, 11 de setembro. Só alguns críticos tiveram acesso ao filme e as impressões deles não foram nada animadoras.

A Sarah Kurchak do Consequence of Sound, uma das críticas que mais gosto, disse que "'I Saw the Light' é essencialmente duas horas de Williams vagando, cantando, e sendo rabugento, enquanto quase todos os grandes momentos de sua vida acontecem um pouco fora do ecrã. Não é profundo o suficiente para ser um estudo de personagem próprio, e não tem uma narrativa forte o suficiente para ser uma história adequada."

Gregory Ellwood do HitFix, disse que é um filme "chocantemente ruim". Como disse o Trigger, muitas das preocupações do crítico com o filme tem a ver com o roteiro. Embora seja a biografia de Colin Escott a base para o filme, o diretor Marc Abraham é o único creditado para o próprio script.

Críticas as performances também foram feitas, isso era algo esperado, não é possível um ator cantar como o Hank, nem o neto dele faria o trabalho tão bem, de forma natural.

Essa é a opinião dos críticos, nem sempre eles acertam, o público pode gostar do filme ou simplesmente relevam certos erros. Busquei ser positivo desde o início, é melhor que ser um hater de algo que nem saiu.

Aí irão falar que se fosse o Hank 3 não teria essas críticas, possivelmente não com a parte musical, mas ele seria estraçalhado pela atuação. E como o roteiro parece ser o problema, nem um bom cantor e ator salvaria esse filme.

Agora é esperar ele chegar aos cinemas e ver a reação do público.


Tecnologia do Blogger.