Conheçam os mineiros da Cecília Bravo




Personalidade e versatilidade. Essa é a marca do Cecília Bravo, banda de Rock independente originária da cidade de Lavras (MG) e que com apenas seis anos de estrada possui em sua carreira 3 trabalhos autorais. A banda desde o começo de sua historia sempre valorizou a música autoral, tendo como sua principal marca as diferentes fases pela qual a banda passou. 

Fruto de uma dessas fases é o primeiro CD da banda, lançado em 2011, com 14 canções inéditas, algumas bastante conhecidas pelos fãs, entre elas "A culpa" e "Olhos verdes", vencedoras do 1° e 3° lugar do Festival de Rock Nacional de Monte Sião 2010 (Expressão Livre). Esta última música, junto com a canção "Sozinha no Bar", também foram classificadas para a primeira fase do Festival Nacional da Canção de 2009 e 2010. Abrindo o CD, a música "Quarta Feira" é também vencedora do 3° lugar do Festival Expressão Livre, desta vez em sua decima edição. A 5ª musica do CD, "Pedaço de Papel", foi utilizada como trilha sonora do premiado curta-metragem homônimo (produzido em Belo Horizonte), ganhador de vários prêmios, entre eles o de melhor curta metragem no The Indie – Festival de cinema independente em San Diego – Califórnia (2011).

O primeiro CD marcou com presença o inicio de uma busca pela identidade Cecília Bravo, que em suas letras aborda aspectos políticos, reflexões pessoais e uma boa dose de romantismo, sem perder a essência do rock. A banda possui em sua composição a Gaita, um instrumento não muito comum nas bandas atuais, criando assim uma marca própria. Com a saída de um dos integrantes em 2012 a banda passou por uma mudança na sua identidade sonora mostrando um rock genuinamente alternativo e independente, quando a banda lançou em Março de 2013 o EP intitulado "Cecília Bravo". O EP possui quatro músicas, tem letras que abordam temas como aspectos políticos e comportamentais envolvidos na realidade politica e social de nosso país. 

Com a saída do guitarrista Marcelo, o baixista Leandro Matioli e o baterista André, a banda se reintegrou com a entrada do guitarrista Matheus Jayme, do baixista Heitor Silveira e do baterista Rodrigo Selvati. Junto aos remanescentes da primeira formação, Gustavo (Gold) (vocalista) e Ariel Camargo (gaitista), a banda gravou seu mais novo trabalho autoral lançado em março de 2014: o EP intitulado "Tem que Mudar", que leva o nome da primeira música do EP, na qual a banda expressa a insatisfação com o aspecto político do país. Nome escolhido também devido ao cenário de mudança pelo qual a banda passou com sua nova formação. Com uma pegada mais forte, o EP conta com 4 músicas inéditas, que tratam de temas como revolta politica, o bom e velho romantismo junto a um rock irreverente.

Conheçam mais a banda acessando seu site e escutando suas canções.

Tecnologia do Blogger.