The Infamous Stringdusters - Let It Go (Review)


Me tornei um viciado no som dos Infamous Stringdusters graças a esses novo álbum deles, "Let It Go", já escutei ele dezenas de vezes esse ano e ainda irei escutar muito esse álbum. Ao longo dos anos eles tem side extremamente elogiados pelos críticos do Bluegrass, sendo chamados de "um futuro supergrupo", "fenômeno", "intrinsecamente improviso" e "perfeito". Não é nem um pouco complicado concordar com esses elogios, basta escutar uma música desse álbum para começar a fazer parte desse coro.

Não é novidade que sou um grande fã das Jam Bands e de Bluegrass, mas quando os dois são unidos, tudo fica perfeito. O Bluegrass está cada dia mais experimental, dezenas de bandas estão se aventurando fora dos limites tradicionais do estilo, muitos não curtem isso, mas essas bandas estão crescendo muito e criando um público fiel, principalmente aquelas que seguem a linha das Jam Bands. Na minha opinião, os Infamous Stringdusters fazem isso com perfeição, só que tem mais apelo pop nas suas canções.

"Let It Go" é perfeito em todos os aspectos, vocal, instrumental e composições, uma obra-prima. A primeira faixa, "I'll Get Away", apresenta todos os músicos e seus instrumentos (dobro, violão, banjo, violino, contra-baixo) e canta sobre o amor perdido. "Where the Rivers Run Cold" fala sobre o legado que iremos deixar e é um dos destaques do álbum. O álbum como um todo é ótimo, mas uma faixa me chamou mais a atenção, "Summercamp", que tem um solo de violino de matar, provavelmente a canção que mais escutei esse ano.

É muito complicado cravar o futuro de um estilo musical, mas não vejo o futuro do Bluegrass sem os Infamous Stringdusters.

Tecnologia do Blogger.