Mattilha - Ninguém é Santo (Review)


Faz mais de um ano que conheci a Mattilha e na mesma época publiquei sobre eles aqui no site. Em 2013 eles lançaram o EP "Mattilha", que continha três músicas, "Sem Hora Marcada", "Noites de Bar" e "Filho da Pompéia". O EP chamou muita atenção, principalmente pelo fato de a banda buscar influências de bandas brasileiras que surgiram nos anos 70 e 80, entre elas Mutantes, Tutti Frutti, Velhas Virgens e Made In Brazil,  algumas atuais, Cracker Blues, Baranga e O Bando do Velho Jack, além de grandes nomes da música internacional, Black Label Society, Guns N´Roses, Lynyrd Skynyrd e Led Zeppelin.

A Cachorrada, apelido carinhoso da banda, veio com tudo em "Ninguém É Santo", seu álbum de estréia. Em cada uma das 10 faixas você percebe as influências citadas, apesar da influência do Guns ser bem mais evidente, na minha opinião. As três faixas lançadas no no EP são as melhores, afinal já escuto elas a muito tempo, mas o álbum não se limita a elas.

Destaque para "Blues Para Acalmar", que contou com a participação do Paulo Coruja da Cracker Blues, "Feita Pra Mim", que fala de uma situação bem recorrente na vida do homem moderno, "Pronto Pra Rodar", com a participação da Rachel Maia, e "Ninguém É Santo", a que mais gostei das faixas inéditas.

Nos dias atuais não basta você saber compor, cantar ou tocar um instrumento musical, para se tornar conhecido também é necessário investir muito tempo em divulgação. Não ache que a mídia, seja ela a grande, média ou pequena, está buscando sua banda agora, se você não correr atrás, nada irá acontecer, ninguém irá falar do seu trabalho. Nos últimos meses tenho visto o nome da Mattilha em todos os sites especializados em rock que conheço, os caras são bons no que fazem e tem consciência de que uma boa divulgação sempre gera bons resultados.

Parabéns Gabriel Martins, Victor Guilherme Firmino, Henrique "Mais" Nunes e Ian Martini, espero escutar mais álbuns dos Filhos da Pompéia em breve. 

Baixem o álbum gratuitamente em mattilha.com.br

Tecnologia do Blogger.