Conheçam o projeto de Folk/Country gaúcho Wahgee



No início da semana o Toni Torres, criador do site Senhor Cash, me apresentou uma banda chamada Will & His Good Enough English, resumido se tornou Wahgee. O projeto é novíssimo, teve o EP "Town & Country", seu primeiro trabalho, lançado n dia 6 de janeiro. Como é tudo muito novo, o Toni conversou com o Will Prestes (Wonkavision), amigo dele e cabeça do projeto. Leiam sobre esse projeto e escutem seu trabalho.

O gaúcho Will Prestes morou 3 anos em Los Angeles (EUA), onde trabalhava como designer. Voltou ao Brasil em 2000 e montou sua banda, a Wonkavision, em Porto Alegre (RS). A sonoridade tinha como base o power pop, repleto de melodias grudentas, guitarras distorcidas  e muitas linhas de moog. Mesmo antes de lançar seu primeiro álbum, que foi produzido por John Ulhoa (Pato Fu), a banda já tinha alcançado uma certa popularidade ao vencer, em votação popular, um concurso de música promovido pela Coca-Cola e MTV Brasil. A Wonkavision lançou 3 discos, sendo o último em 2008.

Will & His Good Enough English (Wahgee) por Will Prestes


Sempre flertei com o Country. Gosto muito da simplicidade das melodias, da sonoridade do violão e do steel-guitar, e principalmente da forma singela como as letras contam histórias do cotidiano através de analogias super criativas. Depois de 7 anos com banda, queria algo que coubesse numa mochila. E foi com essa mobilidade em mente que resolvi fazer o WAHGEE. Um projeto de um cara só, que toca apenas em apartamentos e casas de amigos, ou casas de shows que parecem um apartamento ou uma casa de amigos. 

Em meio ao pop dos anos 80 em que cresci, teve muita coisa folk que me marcou bastante. Eddie Brickell & the New Bohemians, sem dúvida teve uma marca forte. Assim como a dupla de gêmeos escoceses do Proclaimers, nos anos noventa. De country mesmo, Dolly Parton talvez. Minhas referências conscientes são muito recentes. E gosto do folk pop, ou do country moderno revisitado. Curto Blake Shelton (quando tinha tempo de fazer música boa antes de virar o Mr. The Voice), Eli Young Band, e  outros. Curto o bluegrass do Steve Martin, e uma penca de singer-songwriters que descubro todo o dia e não teria espaço aqui. 

Gravei este EP no Bunker Studio, do Rodrigo Brandão. Coloquei no SoundCloud só pra ter um primeiro feedback, e estou feliz porque estou tendo uma resposta positiva. Próximo passo é acabar de prepara o show e começar a apresentar já em fevereiro deste ano. O set tem 12 músicas próprias, e mostra muito mais o country do que o Town & Country. Aguardem surpresas.

Tecnologia do Blogger.