Southern Hospitality - Easy Livin' (Review)


O que acontece quando ótimos músicos se juntam para fazer uma jam improvisada? A resposta é simples, quase sempre surge uma nova banda e essa nova banda costuma lançar ótimos álbuns. A Southern Hospitality e seu álbum de estreia, "Easy Livin'", são uma prova disso.

Antes de escutar o álbum, li um review no No Depression dizendo que o som da banda era um mix de "Marshall Tucker e Allman Brothers com uma pitada de Paul Thorn e Little Feat". De cara pensei que o cara que escreveu o review era um exagerado, mas depois de escutar o álbum inteiro, faço das palavras dele as minhas.

O álbum começa com "Southern Livin'" e já nos mostra qual será a dinâmica do álbum. A cada faixa vemos que a química entre os guitarristas Damon Fowler, J.P. Soars e o tecladista Victor Wainwright, é enorme. Na sequencia matadora com as faixas "Long Way Home", "Kind Lies & Whiskey" e "Mile After Mile". O trabalho dos guitarristas nessas músicas é fantástico, mas o teclado rouba a cena quando aparece. Sempre que escuto uma banda de Southern Rock, seja aquela mais Blues ou Country, sempre espero escutar o teclado que o Lynyrd eternizou em suas canções. Isso é algo cada vez mais raro, mas pode ser escutado aos montes nesse álbum.

Eis que surge "Fried Neck Bones And Home Fries", uma música instrumental totalmente influênciada pelo Santana, um dos pontos altos do álbum. Além das faixas já citadas, destaco "Don't Feel Like Going There Today", "Come Back Home", "Don't Boogie Woogie" e "Sky Is What I Breathe".

A Southern Hospitality é mais uma banda, me desculpem pelo trocadilho, que vem agregar valor a esse revival do Southern Rock e é uma das melhores entre aquelas escolheram ir para o lado do Blues. E no fim do ano consegui encontrar o melhor álbum de Southern Rock do ano!
Tecnologia do Blogger.