Moreland & Arbuckle - 7 Cities (Review)


Vocês não imaginam o prazer que eu tenho em manter esse site, graças a ele tive a oportunidade de conhecer diversas ótimas bandas, que tenho certeza que nunca iria conhecer. Moreland & Arbuckle é uma dessas bandas. Me lembro até hoje da primeira vez que escutei o som dos caras, foi em Paraty, nas minhas tradicionais férias de fim de ano. Baixei vários CDs para escutar lá e um me deixou louco desde o primeiro momento que escutei, foi "Just A Dream", lançado em 2011 pela banda. De lá para cá, me tornei um grande fã e estava ansioso para escutar "7 Cities". Valeu a pena esperar!

Se você pegar a discografia da banda e escutar do "Floyd's Market" até "7 Cities", uma coisa é bem perceptível: a evolução do som da banda. Tudo começou com uma impecável mistura de Blues elétrico e Delta Blues, e evoluiu nesse último álbum para uma mistura dos dois primeiros elementos com as raízes do Rock, Americana e R&B.

Juro para vocês, escutei esse álbum pela primeira vez no ponto do ônibus e as pessoas me olhavam de uma forma estranha, tudo porque estava rindo sozinho. Eu estava alegre pelo fato de estar escutando um álbum que esperei muito e tive minhas expectativas suplantadas.

Temos o Blues elétrico em "Quivira", a pegada zztopiana em "Tall Boogie" e "Road Blind", a soulful "Broken Sunshine", o country blues em "Red Bricks", a melancólica "Waste Away" e, por fim, "Modern Boy", uma fusão dos vários elementos escutados em "7 Cities".

Um álbum imperdível!

Tecnologia do Blogger.