The Deadly Gentlemen - Roll Me, Tumble Me (Review)


Se eu não conhecesse Bluegrass, diria que essa é uma banda que toca Bluegrass só pelo fato de usar os instrumentos mais tradicionais do estilo, mas não vou fazer isso. O som da The Deadly Gentlemen em "Roll Me, Tumble Me" soa bem mais acústico e com uma grande influência do Folk. Isso não importa muito, o importante é que temos a chance de escutar mais um grande álbum.

Apesar da jovem aparência de seus membros, a The Deadly Gentlemen é formada por membros experientes. Todas as faixas são de autoria do Greg Liszt (banjo), ele ainda produziu o álbum. Liszt já tocou em diversas bandas e ainda arrumou um tempo para ir estudar em  Yale e possui um Ph.D. em biologia molecular do MIT. O contrabaixista Sam Grisman é filho do grande David Grisman. Mike Barnett (vocalista e violino) e Dominick Leslie (mandolim), estudaram na Berklee School of Music em Boston e tocaram em diversas bandas. Stash Wyslouch quase foi para o Heavy Metal, mas descobriu o Bluegrass e Country.

O álbum não é bom por completo, em certos momentos o álbum perde um pouco do folego e se torna um pouco chato. Ao contrário de outras bandas que escutei esse ano, "Roll Me, Tumble Me" ainda não é aquele álbum que irá mudar o rumo desses músicos. A banda tem bons músicos e um compositor que parece ter potencial. 

A The Deadly Gentlemen é uma daquelas bandas que devemos acompanhar a carreira a espera de um grande lançamento.

Destaque para "I Fall Back", "A Faded Star" e "All the Broken Pieces".

Tecnologia do Blogger.