The Band of Heathens - Sunday Morning Record (Review)


Generalizar as coisas é sempre muito ruim, as vezes sou um mestre em fazer isso, mas também sou um mestre em saber admitir que estou errado. Nem sempre uma banda que tem a influência do pop, mesmo na menor das proporções, é ruim. A The Band of Heathens é um exemplo disso. A banda traz influências do Country, Blues, Pop e Pop Rock, o que devem deixar vocês confusos comigo. Eu critico essa insistência em querer chamar cantores pop de country, não gosto dessa influência negativa que a mídia e as gravadoras tem trazido para a Country Music, mas esse não é o caso. 

Em "Sunday Morning Record" não escutamos uma banda pop querendo ser classificado como Country só para ganhar mais espaço na mídia. Assim como milhares de bandas por aí, a The Band of Heathens faz uma mistura muito saudável de suas influências.

Quando eu falo de pop, não estou falando do que escutamos nos dias atuais, o pop de "Sunday Morning Record" vem lá dos anos 70. Em vários momentos me lembrei de The Band, Eagles e até algo de Black Crowes, mas fui ao delírio em "Records in Bed", onde pensei estar escutando Grateful Dead.

A banda lançou "Sunday Morning Record" após ter superado um momento muito difícil. Em pouco tempo a banda perdeu quatro de seus seis membros originais, forçando uma renovação e isso os levou para fora da sua zona de conforto. "Sunday Morning Record" é o resultado dessa reformulação, um resultado melhor do que esperamos de uma banda recém reformulada.

Destaque para "Shotgun", "Caroline Williams", "Records in Bed", "One More Trip" e "Shake the Foundation".


Tecnologia do Blogger.