Jason Isbell - Southeastern (Review)


O Jason Isbell é mais conhecido por causa dos seis anos em que esteve no Drive-By Truckers do que pela sua carreira solo. Com o DBT ele lançou três álbuns, sendo que escreveu oito canções, todas em um nível absurdamente alto, basta escutar  "Decoration Day" e "Goddamn Lonely Love". Desde 2006, ano em que saiu do DBT, Isbell lançou três álbuns solo que não obtiveram o resultado esperado, mas não são ruins. "Southeastern", quarto álbum de sua carreira solo, é diferente, é digno do grande músico que ele é, mostra todo o potencial que todos sabem que ele tem.

Esses últimos anos tem sido turbulentos para ele devido a seus problemas pessoais, não sei se estão superados, mas ele não deixou isso transparecer em "Southeastern". Temos aqui o mesmo Jason Isbell de sempre, um compositor de elite (poucos escrevem melhor que ele na atualidade) e um ótimo instrumentista, mas é sua voz a grande atração. Ele tem uma voz que cativa o ouvinte, não importa se você entende ou não o inglês, a voz dele passa o sentimento das letras com uma facilidade impressionante. Escutem "Flying Over Water", "Traveling Alone" e "Different Day", e irão entender o que disse.

Destaco também a bela canção de amor "Cover Me Up", a maravilhosa "Elephant", a explosiva "Super 8", que me deu um susto por causa de seu ritmo mais acelerado, e a balada de encerramento, a bela "Relatively Easy".

Junto com o que ele fez ao lado do DBT, "Southeastern" é seu trabalho mais expressivo até o momento, um trabalho animador, pois nos da a esperança de que álbuns melhores podem ser lançados no futuro, torço por isso.

E como disse o Trigger em seu review no Saving Country Music, "ele é o Townes Van Zandt ou Guy Clark do nosso tempo."

Tecnologia do Blogger.