A crise de identidade da Country Music


Essa matéria é uma tradução do artigo "How country music went crazy: A comprehensive timeline of the genre's identity crisis", publicado originalmente no Entertaiment Weekly. Espero que gostem e opinem.

Como a Country Music foi à loucura: um cronograma abrangente da crise de identidade do gênero


Você está ciente de que Nashville está envolvida em uma guerra civil?

A Country Music passou por uma enorme transformação nos últimos dois anos, adotando sons de guitarra elétrica de rádio de rock quase extintas, as toques de rap e AutoTune normalmente reservado para o hip-hop e, a mais controversa, os elementos pop. E atitudes tornaram-se cada vez mais controversas entre os fãs tradicionais e modernos do Country em 2013. Ultimamente, as frustrações chegaram a um ponto de ebulição.

O ápice dessa crise ocorreu há três semanas, quando Zac Brown chamado o single "That’s My Kind of Night" do Luke Bryan de a "pior música que eu já ouvi". Essa observação provocou Jason Aldean que disse no Instagram para Brown, "confie em mim quando eu digo que ninguém dá a mínima para o que você pensa". A comunidade Country rapidamente tomou partido no debate, e a disputa resultante catapultou a crise de identidade da música Country para o centro das atenções.

O pop-country é mais popular do que nunca - mas também mais desprezado do que nunca. Estrelas como Zac Brown, Alan Jackson, Kacey Musgraves e Gary Allan, começaram a manifestar publicamente seu descontentamento com o seu formato, que este ano se tornou uma plataforma cada vez mais homogênea para os homens (há algumas semanas, cantando sobre caminhões, cervejas e meninas e, em seguida, mais caminhões.

As tensões foram se formando ao longo de todo ano (e muito, muito mais do que isso) - e não houve escassez de rixas públicas. A luta é para descobrir para onde olhar e como deve soar a Country Music, as suas maiores estrelas soltaram algumas opiniões muito honestas (e às vezes ásperas). Aqui está uma linha do tempo dos acontecimentos:

23 de janeiro - Blake Shelton chama os fãs de Country clássico de "old farts" e "jackassess".


Ao falar em um especial da GAC, o cantor irritou milhares de fãs quando ele comentou: "Ninguém quer ouvir música do seu avô. E eu não me importo quantos destes velhotes nos arredores de Nashville dizendo, 'Meu Deus, isso não é um Country!' Bem, isso é porque você não compra mais discos, idiota. As crianças fazem, e eles não querem comprar a música que estavam comprando." O comentário provocou uma polêmica que perdurou por semanas e ajudou a desencadear o debate deste ano sobre Country tradicional vs pop-country.

24 de janeiro - Em resposta, Ray Price critica Blake Shelton.



29 de janeiro - Willie Nelson renomeia sua turnê para "Old Farts and Jackass Tour 2013".



10 de fevereiro - Zac Brown Band ganha o Grammy de Best Country Album.

É certo que a ZBB nunca foi o grupo "Country" mais old-school, mas seus álbuns tem consistentemente apresentado clássicos a Nashville. Eles são favoritos da indústria também. O fato de que Zac Brown ganhou um Grammy, mas apenas sete meses mais tarde, se envolveu em uma briga pública, fala sobre paixão dos artistas country sentem sobre a integridade de seu gênero.



11 de março - "1994" do Jason Aldean ganha diversas críticas por causa de sua letra.

A faixa se tornou um alvo para as pessoas que reivindicam que músicas Country populares estão perdendo sua inteligência.

19 de março - Kacey Musgraves torna-se o centro das atenções.

A recém-chegado a Nashville teve seu primeiro álbum, "Same Trailer Different Park", foi aclamado pela crítica e se tornou um ponto de encontro para os fãs descontentes com o atual formato da Country Music. E seu sucesso comercial - o disco estreou em 2 º lugar atrás do álbum de Justin Timberlake - deu a esperança da indústria de que uma mulher poderia romper o mercado cada vez mais dominado pelos homens.


26 de março - "Boys Round Here" do Blake Shelton chega ao topo das paradas.

O single lançado pelo Blake Shelton  alcançou o topo das paradas, mas isso não evitou críticas. O seu estilo Country-rap não agradou e a letra muito menos. O blogueiro Trigger do Saving Country Music disse que o título é apropriado para a faixa, porque essa é uma letra imatura.

7 de abril - Luke Bryan ganha como Entertainer of the Year no ACM Awards.

8 de abril - "Accidental Racist" coloca fogo nas discussões.

"Wheelhouse" sugere que o Brad Paisley está entediado com os temas abordados atualmente na Country Music. Ao mesmo tempo que acerta em suas composições, erra ao colocar elementos do rap, extremamente controverso.

18 de abril - Scott Borchetta e Dr. Luke anunciam uma joint venture de composições.

Este esforço prome borrar as linhas entre pop e country. Veja como a parceria foi explicada pela Billboard: "O objetivo de ambas as equipes é manter um olho aberto para o outro, o envio de escritores para Los Angeles a partir de Nashville e vice-versa para atender às necessidades das duas equipes. Naturalmente, ambos os lados veem o panorama atual da música pop como receptivo à fusão das duas culturas, evidenciadas pelo uso de Swift de vários especialistas fora de Nashville para ajudar com sua música em seu mais recente lançamento".

10 de maio - Kacey Musgraves diz que ela não gosta do que o Country se transformou.

"Minha voz é inegavelmente Country, e eu amo Country", disse a compositora. "Eu amo o que ele transformou? Não, por todo o caminho. É um pouco embaraçoso quando pessoas de fora do gênero perguntam o que eu canto e digo Country. Você automaticamente obtem uma resposta negativa...O meu elogio favorito de sempre é quando alguém diz: 'Eu odeio Country Music, mas eu amo sua música."

5 de junho - Nelly fecha o CMT Awards.

Aparecendo ao lado do Flórida Linha Georgia, o rapper ajudou a acabar com a cerimônia. Essa apresentação é reservada normalmente para os artistas de "primeira linha" da Country Music. A faixa "Cruise" é um hit, mas não é o suficiente para encerrar uma noite tradicional da Country Music, o fato a faixa apresentada ser um remix da original ao lado de um rapper, só piorou as coisas.

8 de junho - Lenny Kravitz no CMA Fest.

Nelly não foi o único astro fora do Country no CMT Awards. Kravitz também estava lá, e alguns dias mais tarde, apareceu como convidado surpresa na CMA Fest. Mas quando a multidão mostrou desinteresse em seu show, Kravitz ficou cada vez mais frustrado quando tentou conquistá-los. No final, ele pisou fora do palco, com os dedos médios levantados no ar. A coisa toda foi bastante dolorosa de assistir.

3 de julho - Laura Bell Bundy vai para a Big Machine para cantar pop-country.

"Ela é natural para liderar a Country Dance Music que está começando a explodir e estou confiante de que vai encontrar um grande sucesso com seus muitos talentos", disse Scott Borchetta em um press release.

10 de julho - Montgomery Gentry lança uma paródia musical, "Titty’s Beer".

A música não se tornou um hit (graças a Deus), mas deu aos tradicionalistas munição suficiente para dizer que o gênero estava ficando mais burro a cada dia.

1 de agosto - "Cruise" do Florida Georgia Line se torna a música Country que mais tempo ficou no topo das paradas.

Devido a mudanças nas regras da Billboard, que agora contam airplay nas rádios pop (onde o remix da música com Nelly prosperou durante todo o verão), bem como nas rádios Country (onde a canção foi um hit em 2012), a faixa está no topo da Country Hot Songs por 22 semanas.

5 de agosto - Tom Petty chama Country moderno de "rock ruim com violino".

"Bem, sim, eu quero dizer, eu odeio generalizar todo um gênero musical, mas parece estar faltando o elemento mágico que costumava ter. Eu tenho certeza que existem pessoas tocando Country que está fazendo isso bem, mas eles simplesmente não recebem a atenção que o material precisa ... Eu realmente não vejo o George Jones ou um Buck Owens ou qualquer coisa fresca chegando. Tenho certeza de que deve haver alguém a fazê-lo, mas a maioria me faz lembrar do rock em meados dos anos oitenta, onde se tornou extremamente genérico e baseou-se em vídeos".

11 de agosto - Jody Rosen do New York Magazine cunha o termo "bro-country".

Entendam o que é o termo "bro-country" lendo a postagem original, "Jody Rosen on the Rise of Bro-Country".

17 de agosto - "That’s My Kind of Night" do Luke Bryan chega ao topo das paradas.

É esse tipo de canção que o Jody Rosen classificou como "bro-country", com tendências country-rap.

19 de agosto - Kacey Musgraves repreende as músicas sobre caminhões.

Quando perguntada que tendência musical precisa morrer imediatamente, Musgraves respondeu: "Qualquer uma música sobre caminhões, sob qualquer forma, em qualquer canto, em qualquer lugar. Literalmente parar - ninguém se importa! Não é divertido de se ouvir."

4 de setembro - Alan Jackson diz ao Baltimore Sun "não há coisas country" nas rádios.

"Não é que eu sou contra tudo o que está lá fora. Há um pouco de boa música, boa composição e bons artistas lá fora, mas não há realmente nenhuma coisa Country... Sempre foi essa batalha pop-country. Eu não acho que isso nunca vai mudar... O que me deixa triste, hoje, é que eu acho que o Country real, as raízes reais, coisas tradicionais, podem ter ido embora. Eu não sei se algum dia vou estar de volta nas rádios mainstream."

10 de setembro - Kacey Musgraves ganha seis indicações para o CMA Awards.

Depois de apenas alguns meses na consciência mainstream, Musgraves empatou com Taylor Swift como a artista com mais indicações do ano, ilustrando claramente que existe em Nashville duas escolas de pensamento sobre o Country Moderno.

12 de setembro - Gary Allan diz que Taylor Swift e Carrie Underwood são "cantoras pop".

Quando perguntado por Larry King sobre Swift e Underwood, o cantor respondeu: "Eu diria que elas são artistas pop que ganham a vida no gênero Country... Você costumava ser capaz de ligar o rádio e você sabia imediatamente que era a estação Country apenas por ouvi-la, e agora você tem que deixá-lo lá por um segundo para descobrir isso."

14 de setembro - Zac Brown diz que "That’s My Kind of Night" do Luke Bryan é a "pior música que eu já ouvi".

Zac Brown disse a uma rádio canadense que a música lançada por Luke Bryan foi a pior canção de sempre. "Eu amo Luke Bryan e ele teve algumas grandes canções, mas esta nova música é a pior música que eu já ouvi", disse Brown. "Os fãs de Country e ouvintes de Country merecem ter algo melhor do que isso, uma música que realmente tem algo a dizer, algo que te faz sentir alguma coisa. Boa música te faz sentir alguma coisa. Quando as músicas me fazem querer vomitar, isso me deixa envergonhado de ser ainda do mesmo gênero".

17 de setembro - Jason Aldean responde Zac Brown pelo Instagram.


21 de setembro - Gary Allan diz que seus comentários foram descontextualizados.


25 de setembro - Jason Aldean diz que artistas não deve bater em outros artistas.

"Há certos artistas que realmente gostam do que fazem e de certos artistas que eu não sou assim tão fã", disse ao The Province. "Mas eu não vou publicamente falar sobre isso. Eu sei que Zac, eu não temos nada contra, ele sempre foi legal comigo, mas eu não gosto disso. E, claro, Luke é um dos meus melhores amigos. Você não tem que sair e dizer essas coisas. Eu não concordo com qualquer artista atacando outro artista."

26 de setembro - Scotty McCreery critica músicas sobre caminhões em seu novo álbum.

O novo disco do vencedor do American Idol vai incluir uma canção chamada "Something More", que, de acordo com o  MJ’s Big Blog, contém a letra: "Até agora eu acho que já ouvi cada linha que há de ouvir sobre um caminhão." Quando um cantor de 20 anos começa a falar mais sobre a qualidade das canções "bro-country", então você sabe que a reação está se formando de forma séria.

28 de setembro - Sheryl Crow lamenta a falta de mulheres nas rádios Country.

Embora a cantora, que está fazendo uma transição para o Country com seu mais recente álbum, disse ao The Hollywood Reporter, "Eu realmente não posso ser crítica do formato do Country, porque eu sou a novata lá", ela expressa frustração de que as rádios Country não suportam mais as mulheres. "Eu só gostaria de ver mais do que três mulheres tocando nas rádios. E isso não é só porque eu sou uma mulher. Eu só sinto, meu Deus, há uma enorme população de compradores que são mulheres. Por que não há mulheres sendo tocadas em rádios. Por que não há mais mulheres diretoras de programas? Há, como, dois! Eu não entendo isso. Eu sou uma grande fã de Ashley Monroe. Há um monte de grandes meninas lá fora."

11 de outubro - Jake Owen disse a Rolling Stone que "precisamos mais do que apenas músicas sobre tailgates". Ele também falou sobre o formato atual da Country Music e não tirou o seu da reta, disse que já lançou canções com letras superficiais. Quem lê pensa que ele vai soar mais tradicional em seu novo álbum, mas não é o que se percebe ao escutar seu novo single, "Days of Gold". Um pouco de hipocrisia e uma pitada de oportunismo.

16 de outubro - CMT anuncia os participantes de seu Artists Of The Year for 2013: Jason Aldean, Luke Bryan, Florida Georgia Line, Hunter Hayes and Tim McGraw

17 de outubro - Toby Keith sobre Hip Hop Country: "É isso que temos que fazer agora?"

Em uma entrevista para a revista Country Weekly, o Toby Keith disse o seguinte sobre músicas Country "old-school": "Há uma grande quantidade de músicas desse tipo...mas você vai tocar isso para [pessoal de promoção das rádios e gravadoras], e eles dizem, Eh, não soa como o que está tocando nas rádios hoje". Sobre a influência do hip-hop ele disse: "Você escuta o hip-hop e começa a dar pontapés, 'É isso o que temos que fazer agora para ter um hit?' Eu não sei como fazer isso", diz ele. "É isso que eu preciso em cada uma das minhas canções para soar como agora? Mas...Eu não vou mudar muito. E quando parar de funcionar, eu tenho outras coisas para fazer". [Vale lembrar que o Toby Keith já flertou com isso que ele criticou.]

21 de outubro - A Country Music Association anunciou as atrações do CMA Awards.

A CMA anunciou as atrações do CMA Awards em uma postagem na sua fan page no Facebook. A imagem traz o Vince Gill ao lado da Taylor Swift e Alison Kraus. A postagem gerou muitas críticas a Taylor Swift, dizendo que ela não é uma cantora Country e que não deveria estar nessa apresentação.


Essa disputa ainda não terminou, não sei se ela um dia irá terminar, mas devemos escolher um lado. Não nego que gosto de algumas coisas do Modern Country, nem tudo é uma droga, mas prefiro ser um "old fart" e "jackass".

Leituras indicadas:

The Country Music Anti-Christ Crosses Line Into Creative Control
Blake Shelton Calls Classic Country Fans "Old Farts" & "Jackasses"
Invasion of the Music Snatchers: Mainstream Country Music
Jody Rosen on the Rise of Bro-Country
The Shuffle: A crisis in country
Materialism is Killing Country Music
Listen to 20 Dudes Killing It in Country Music Right Now
Tecnologia do Blogger.