Entrevista com a banda de Southern Metal Blüe Barrel


A Blüe Barrel é uma das bandas brasileiras mais bacanas que conheci nos últimos anos. Esses caras de Campinas, serão uma das atrações do Southern Metal Brasil Festival esse fim de semana e vale a pena vocês conferirem essa entrevista com o baixista Lucas Descio.

E não esqueçam de curtir a fan page da banda no Facebook e comprar o álbum dos caras.

Antes de tudo, fale um pouco da história da banda e de suas influências.

Lucas Descio: A banda teve o seu início no ano de 2008, em Campinas, no interior de São Paulo. Desde o início tínhamos a ideia de compormos sons próprios, mas fazíamos alguns covers de Pantera, Black Label Society, Motörhead, Lynyrd Skynyrd, e por aí vai. Só passamos a fazer shows depois de um tempo, principalmente depois de gravarmos nossas primeiras músicas, que foram Double-Cross e Mud. Desde então a banda tem tido uma boa aceitação do público, o que nos deixa bastante felizes, claro! 



Vocês pularam algumas fases. Ao invés de lançarem demos, singles e investir nas redes sociais, a Blüe Barrel fixou uma parceria com a MS Metal Records e lançou um álbum de estúdio logo de cara! Como foi pular essas fases e assim mesmo lançar um álbum de ótima qualidade?

Lucas Descio: Muito obrigado pelo elogio! Foi algo que não planejamos diretamente. Na verdade, as coisas foram acontecendo de forma um tanto quanto natural. Entramos no estúdio e já tínhamos bastante material. Com isso resolvemos fechar um álbum full lenght de uma vez. A parceria com a MS Metal Records nos ajudou muito a divulgar esse trabalho no momento do lançamento, inclusive. Tivemos que realizar um investimento pesado logo de cara, mas compensou pela repercussão que tivemos com o Oversize.

O álbum de estreia da banda, "The Oversize Load", teve uma boa recepção da crítica e dos fãs, a banda esperava receber esse apoio, mesmo tocando um som que é um "caldeirão" de influências?

Lucas Descio: Não sabíamos muito o que esperar no fim das contas, por ser um estilo um tanto quanto incomum no Brasil. Acreditávamos na qualidade das composições e da gravação; o trabalho do Ricardo Piccoli nos deixou muito satisfeitos nesse sentido. Essa recepção positiva nos deixou muito felizes e nos impulsiona a continuar trabalhando seriamente nesta banda.  

Nos EUA é bem mais comum encontrar bandas que mesclem o Southern Rock, Heavy Metal e Stoner. Aqui no Brasil ainda são poucas e a Blüe Barrel, até onde eu sei, foi uma das primeiras a misturar esses estilos. Como foi iniciar uma banda que toca um estilo pouco conhecido e difundido em nosso país?

Lucas Descio: Foi bastante interessante e só nos demos conta que tínhamos feito algo bastante diferente e novo depois que o Piccoli nos enviou as primeiras prévias do álbum já mixado e masterizado. Claro que a gente sabia que as músicas tinham elementos de country, blues e southern rock, o que era diferente, mas não chegamos a parar e falar “vamos fazer algo novo”, a coisa simplesmente saiu naturalmente. Tanto que particularmente me surpreendi com o título de um artigo escrito pelo Ben Ami Scopinho no Whiplash que nos tratava como pioneiros no Southern Metal.

Todos sabemos que falta espaço para as bandas underground, seja na mídia ou nas casas de shows, a internet abre um pouco de espaço, mas não é o suficiente. Devido a isso surgiu a ideia do Southern Metal Brasil Festival. Qual a expectativa da banda para o festival? E vocês acham que esse pode ser um marco que incentive mais pessoas a criarem bandas de Southern Metal?



Lucas Descio: O festival vai ser animal! Ótimas bandas de grandes músicos que cruzaram nosso caminho e se mostraram pessoas excepcionais. A organização também merece ser parabenizada por ter conseguido organizar tudo e correr atrás desse festival que promete ser monstruoso e que esperamos que tenha mais edições. Acreditamos que seja uma oportunidade de mostrarmos para as casas de show, a mídia e também para o público que temos ótimas bandas autorais no Brasil. Não esperamos que seja um marco só para criarem mais bandas do estilo, mas um marco que consiga mudar um pouco esse panorama que você citou do cenário underground nacional em geral.

Fale um pouco mais do novo álbum da banda. Já tem data marcada para o lançamento?

Lucas Descio: Neste novo álbum estamos preparando algo ainda mais diferente. A banda ganhou maturidade nesses quase dois anos após o lançamento do Oversize, não só como um grupo, mas também cada integrante individualmente, o que refletiu nos sons, que estão nos surpreendendo positivamente. Estamos prevendo o lançamento dele em meados de 2014. Aguardem que vem coisa boa!

E o futuro? O que a banda tem planejado?

Lucas Descio: Estamos focados em terminar a gravação do novo disco e trabalharmos na divulgação dele pesado no ano que vem. Neste fim de ano devo viajar e passar uma temporada nos EUA. Vou tentar correr atrás de alguns contatos por lá ver se é possível fazermos alguns shows e quem sabe até uma tour pela terra do Tio Sam, que tem sido um dos nossos objetivos principais desde o lançamento do Oversize.

Tecnologia do Blogger.