Ten Years After - Cricklewood Green (Review)


Escrito por Guilherme Espir do blog Macrocefalia Musical

Esse disco é apelação. Poucas vezes a música teve um disco tão perfeito de ponta a ponta tal qual esta bolacha, e apesar de não ser o meu disco preferido da banda, é desnecessário dizer o quão retumbante esta obra é. Pra quem ficou curioso o meu preferido é o ''Positive Vibrations'' de 1974. Meu primeiro contato com a genialidade dos caras. Bons tempos!

Enfim meus amigos, depois que o senhor colocar este petardo para dar voltas e mais voltas em tornos de seu eixo a primeira faixa que chega pra fazer o Blues dominar seu ser é ''Sugar The Road'' que com seus Riffs secos, e solos arrepiantes começa a aula de como colocar o Blues Rock em prática! Temos momentos sublimes neste disco, o desabafo de ''Working On The Road''... Sintam o órgão de Churchill e o baixo de Lyons pulsando. A fritação vigente de ''50,000 Miles Beneath My Brain''...

É belo, é de fato, digno de nota, a banda é sensacional, mas como sempre a guitarra de Alvin Lee rouba a cena, e quando vê qualquer brecha, por menor que seja, surgem momentos marcantes, como em ''Year 3,000 Blues'', a nostalgia de ''Me And My Baby''. Não resisti!

E a tijolada que vem depois? O que dizer de uma das maiores Jams da história? ''Love Like A Man'' chega arrebatando ouvidos a dar com pau! Com 10 segundos de Groove todos são tomados pelo swing encorpado da guitarra de Lee. A astúcia na forma de 4 cordas com Leo Lyons, a bateria tenaz de Ric Lee... O órgão de Chick... É tão bom que você até se perde, não tem nem muito o que falar. Apenas aplauda por que depois que ''Circles'' e ''As The Sun Still Burns Away'' adentram o recinto fica difícil de registrar alguma coisa, e caso você falhe não nos resta muitas opções a não ser aproveitar os riffs velozes de Alvin em ''Warm Sun'' e sua irmã mais velha ''To No One''. Que disco !!!

Escrito por Guilherme Espir do blog Macrocefalia Musical
Tecnologia do Blogger.