Wayne Hancock - Ride (Review)


Finalmente já pude ouvir o mais novo disco do Wayne “The Train” Hancock. O disco que leva o titulo de “Ride” é marcado pelo o estilo feito e já conhecido pelo Wayne.  Músico e compositor, Wayne Hancock é fiel as suas origens, esse de fato parece que nasceu na época errada, ou não, ele é um dos poucos que pode ser considerado como o “salvador da pátria”. Totalmente ligado ao Honky Tonk, Rockabilly, Western Swing e viajando varias vezes entre o Blues e o Outlaw Country, esse é o Wayne Hancock que vamos apreciar (novamente) no disco “Ride”.

De inicio já encontramos a canção “Ride”, foi a partir dessa música em que eu me senti  obrigado a comprar esse disco. Wayne “the Train” Hancock não saiu de uma linha mais “broken heart” e muito menos deixou de ser um Outlaw, mas ele também deixou claro que no disco Ride ele falaria sobre viver sua vida, encarar os desafios, acho que até a própria capa fala por si só.

Em “Low Down Blues” já é possível encontrar uma grandes influências como Hank Williams Sr., Johnny Cash (Bem no inicio da sua carreira, mais ou menos em 1957/1958), quando temos os primeiros acordes de “Low Down Blues”, é impossível não concordar com o a frase “Wayne Hancock é o novo Hank Williams Sr.”, até o próprio Hank Williams III afirmou isso recentemente.

 “Best to Be Alone”, é onde eu vejo a raiz do Wayne.  Quem sou eu pra falar isso, mas o cara é quase um fantasma do Hank Sr. Isso segue na canção “Lone Road Home”, logo depois vem “Get the Blues Low Down”, eu tenho mesmo que “avaliar” ou comentar algo?! Esse cara é uma lenda, sem mais! Muita além da sua linha tradicional, "The Train" sabe fazer música! Juntar o Blues com a sua música é o que ele mostrou saber fazer em “Get the Blues Low Down”, antes de tudo, essa já está sendo a minha preferida!

Com “Deal Gone Down” no ultimo volume, vem aí uma das canções mais Rockabilly, Alt-Country desse disco, são dois estilos que eu amo de coração, além de tudo, uma letra muito fantástica! (Quase um palavrão!)

A sexta canção do álbum "Ride", se chama “Fair Weather Blues”. Não precisou o titulo terminar em Blues pra sacar que o som é realmente mais uma junção, dessa vez entre Blues e Western Swing.  Digna de um “repeat”. A mesma forma mágica segue na canção “Home With My Baby”. Na música “Gal From Kitchen's Field” é onde tu te imagina um galã tomando whisky, fumando um charuto... E ouvindo Jazz, com uma leve mãozinha do Swing! Sim, Jazz também é uma influencia na música do Wayne “The Train” Hancock. Com “Cappuccino Boogie” quase encerrando o disco do Wayne Hancock, você se sente satisfeito com esse lançamento, pois ele foi muito diversificado, misturou muito bem todos os estilos que o Wayne trabalha...

Por ultimo, vamos de “Any Old Time”, não poderia deixar de ser um fechamento digno!  Posso concluir que o álbum Ride ficará na história, ao menos pra mim! E o tipo de disco feito pra todos, sem nenhuma dúvida.

Destaque para as músicas: “Ride”, “Lone Road Home”,  “Get the Blues Low Down”, “Deal Gone Down” e por ultimo “Gal From Kitchen's Field”.
Tecnologia do Blogger.