The Slide Brothers - Robert Randolph Presents: The Slide Brothers (Review)


Parece fácil descobrir o gênero musical que essa banda se encaixa, o nome Slide Brothers já diz muito, mas não é possível classificar o som deles apenas como Blues. O quarteto formado por Calvin Cooke, Chuck Campbell, Darick Campbell e Aubrey Ghent surgiu em 2012 e Gospel com Blues, Rock e Funk. Os caras começaram como uma banda da The Church of the Living God e excursionavam pelas sedes da igreja, até que ano passado gravaram esse álbum, produzido pelo Robert Randolph.

O Blues sempre teve uma ligação muito forte com a música gospel e acho engraçado como isso não é uma barreira para aqueles que não tem uma crença definida como eu. Quando o Blues se junta ao Gospel, temos como resultado músicas empolgantes, sempre em tom de celebração, na maioria das vezes celebrando Deus e temas correlatos. Se eu escutasse "My Sweet Lord" uns quatro anos atrás, acharia a música horrorosa só por causa da letra, mas isso é irrelevante para mim nos dias atuais. A letra é importante, mas procuro me prender em outros fatores que compõem uma canção.

Não costumo comentar álbuns de covers, mas esse é diferente, é a introdução a uma banda extremamente competente e que deve seguir em frente, lançando álbuns autorais e fazendo shows por ai.

Desde o inicio gostei desse álbum, não tem como não gostar tendo "Don't Keep Me Wonderin'" do Allman Brothers como faixa de abertura. Destaco também "My Sweet Lord", "It Hurts Me Too", "Motherless Children" e "The Sky Is Crying" (nessa canção a Shemekia Copeland assume os vocais).

Tecnologia do Blogger.