Muddy Waters and Rolling Stones - Live at the Checkerboard Lounge (Review)


Muddy Waters e Rolling Stones: foi um encontro entre o mestre e seus pupilos, o Rei do Chicago Blues e a "maior banda de rock de todos os tempos". Deu-se em Chicago, nos idos de novembro de 1981. Na jook joint de Buddy Guy. E, para nosso deleite, tudo foi devidamente registrado e lançado pela Epic, em 2012, ano dos cinqüenta anos de existência dos Rolling Stones.

Disponível em duas versões, uma em DVD e outra em DVD/CD, o show é um verdadeiro documento sobre o raro e animado encontro. A filmagem, improvisada, retrata magistralmente o clima de Jam session que prevaleceu durante a apresentação. E a qualidade do áudio, que passou por um competente processo de remasterização, impressiona.

A apresentação ocorreu em palco pequeno do bar de Buddy Guy. Muddy, e sua afiadíssima banda, atacava com clássicos bluseiros como “Sweet Little Angel”, “You Don’t Have to Go” e “Country Boy” quando os caras dos Stones entraram em cena. Sob olhares surpresos dos (felizardos) presentes, Mick Jagger e cia se sentaram em uma mesa em frente ao palco para assistirem ao show do mestre.

Sem delongas, Muddy, que cantava “Baby Please Don’t Go”, os convidou para subirem ao palco e os Stones não fizeram desfeita. Mick Jagger, depois Keith Richards (que passou por cima da mesa para chegar até o palco), Ronnie Wood e Ian Stewart se juntaram ao Rei do Chicago Blues para uma jam histórica.

A partir daí, Muddy passa a dividir os vocais com Mick Jagger, em clássicos como “Long Distance Call” e “Hoochie Coochie Man” enquanto Richards e Wood destilam notas sujas em suas guitarras. Destaque para a porrada bluseira “Mannish Boy”, quando Muddy se levanta e, dançando como um menino, chama ao palco Buddy Guy, Junior Wells e o guitarrista Lefty Dizzy. Momento de encher os olhos de qualquer amante do blues.

Após “Mannish Boy”, Muddy e Mick Jagger deixam o palco e é a vez de Buddy Guy, Junior Wells e Lefty Dizzy trocarem figurinhas com Keith Richards e Ronnie Wood. A jam continua quente em “Got My Mojo Workin'”, “One Eyed Woman” e “Next Time You See Me”, canção marcada por uma overdose de solos bluseiros comandados por Guy e Dizzy.

“Champagne and Reefer” fecha a apresentação, novamente com Waters e Jagger no palco.

“Muddy Waters & Rolling Stones - Live At The Checkerboard Lounge” é um belo registro de uma reunião descontraída entre amigos que se juntaram para tocar um blues. Aquela foi a noite em que o blues e o seu filho, o rock and roll, tiveram um encontro de família. E naquela noite, as pedras rolaram.


Tecnologia do Blogger.