The Outside Dog - Outros Caminhos - Parte I (Review)

E pensar que em 2011 a The Outside Dog era apenas um projeto do Pedro Gama (voz, banjo e violão) e agora se tornou uma banda em tempo integral com o Rafael Elfe (violão e vocais), André Sanches (baixo acústico e elétrico), Ciro Jarjura (harmônica) e Mateus Polati (bateria e percussão). Mas não foi só isso que mudou na banda, eles agora cantam em português e mudaram um pouco a sonoridade.

Eu me identifico muito com alguns elementos dessa nova sonoridade, que tem pitadas de bandas como o Avett Brothers (uma das bandas que mais escuto), Old Crow Medicine Show, de um cara foda chamado Bruce Springsteen, Tom Petty e Beto Guedes (desse não posso falar nada, não conheço a música dele). Resumindo, achei muito agradável essa "nova" sonoridade, principalmente a adição da gaita, mas senti falta do banjo, muita falta! Não que a banda tenha tirado o banjo das canções, mas ele tem menos destaque se comparado a gaita.

Se eu escutasse o álbum "Outros Caminhos - Parte I" um ano atrás teria parado de escutar bem no início, mas as coisas mudaram e meus ouvidos passaram a gostar da diversidade e de músicas cantadas em português.

As quatro faixas são muito boas, mas gostei muito da faixa "Contramão" e "É Preciso Lutar". O inicio dessa última faixa me fez pensar em um filme Western que assisti semana passada e que não me lembro o nome, só sei que era do Sergio Corbucci! Lá pelo meio a ela acelera ao som do duelo da gaia, violão, banjo e o sopro do vento no deserto, simplesmente sensacional!

É simples! O que é bom é simplesmente bom! Não importa o idioma!

Se ficou curioso, escute o álbum ou façam o download (Para baixar o disco gratuitamente pelo Bandcamp, basta digitar 0 (zero) na parte "Name Your Price").

Tecnologia do Blogger.