Johnny Cash e o incêndio no Parque Nacional de Los Padres


Johnny Cash estourou no final dos anos 1950, porém a primeira metade da década seguinte não foi nada agradável para o Man in Black.

Um dos acontecimentos mais "desastrosos" se deu em 1965, quando uma peça do seu caminhão esquentou demais e acabou colocando fogo em todo o veículo quando ele passava pelo Parque Nacional de Los Padres, nos Estados Unidos.

Relatos dizem que Cash abandonou o veículo em chamas para ir pescar e o mesmo acabou colocando fogo em 206 hectares de terra, o equivalente a 2.060.000 metros quadrados. Além da imensa área que atingiu, o incêndio ainda acabou matando 49 dos 53 condores que estavam lá e eram protegidos pelo Governo Federal dos Estados Unidos, pois estavam ameaçados de extinção.

Ao ser julgado pelo caso, Cash disse que não foi ele que causou aquilo: "foi meu caminhão, e ele está morto, então você [juiz] não pode perguntar pra ele." Além disso, quando foi informado sobre a morte dos 49 pássaros, Cash disse que não se importava nem um pouco com "seus malditos pássaros amarelos." Resultado: o Governo Federal processou o cantor e Cash teve que pagar uma bela multa.

Nessa época, a carreira e a popularidade de Johnny declinava consideravelmente ao mesmo tempo que seu status de rebelde ascendia. O Homem de Preto parecia estar na rota inevitável da autodestruição. Mas, como conta a história, não foi bem isso que aconteceu.

Texto escrito pelo Toni Torres e postado originalmente no blog Senhor Cash.
Tecnologia do Blogger.