In Memory of Elizabeth Reed - História



"In Memory of Elizabeth Reed" foi lançada em 1970 e é a quarta faixa do "Idlewild South", o segundo álbum do Allman Brothers Band.

A primeira gravação instrumental por parte do Allman Brothers Band, Elizabeth Reed virou um clássico após a execução em Fillmore East alem de projetar Dickey Betts como um grande compositor.

A musica foi composta por Betts em homenagem a mulher de identidade desconhecida. Betts, anos depois viria a confessar que escrevera a canção para uma amante de relativa fama, e, dedicar a musica a ela, ou nomea-la com seu nome, poderia ser prejudicial para a jovem, assim Betts escolheu outro nome aleatório.

O nome foi escolhido por Betts ao ver a lápide de Elizabeth Jones Reed, no Rose Hill Cemetery localizado em Meacon, Georgia, cidade natal da banda. O cemitério em questão servia como ponto de encontro para a banda e Betts costumava ir relaxar, beber e compor. Ironicamente, a banda não frequenta mais o cemitério, mas o Rose Hill Cemetery é hoje o local de descanso de Duane Allman e Berry Oakley.

As musicas instrumentais são basicamente compostas por sequencias de riffs e fraseados preenchidos com improvisos, é neste espaço que o talento do Allman Brothers fez desta canção um hino. Os riffs e fraseados compostos por Betts e aprimorados pelos improvisos nos ensaios deram corpo à canção.

Sua gravação mais célebre, a do "At Fillmore East"  tem em sua introdução um efeito com volume feito por Dickey Betts e tem seu tempo de execução entendido de 07:00 min. para 13:00 min. devido aos improvisos, o que fez com que a canção ocupasse quase todo um lado de um dos disco do "At Fillmore East", que é um álbum duplo.

A musica esta presente nos álbuns: "Idlewild South" (1970) "At Fillmore East" (1971) "Wipe the Windows, Check the Oil, Dollar Gas" (1976) e no "An Evening With The Allman Brothers Band Second Set" (1995).

Túmulos de Duane e Berry no Rose Hill Cemetery
Tecnologia do Blogger.