Anders Osborne - Three Free Amigos (Review)


Não sei se estou falando bobeira, mas as seis faixas do EP "Three Free Amigos" não tem nada em comum uma com a outra, nada as une para criar um conjunto, coisa incomum nos álbuns do Anders Osborne.

Esse EP, que tem pouco mais de 25 minutos de duração, é composto por quatro faixas inéditas, "Three Free Amigos", "Marmalade", "Jealous Love" e "We Mo On", uma antiga que nunca havia sido gravada por ele, "It's Gonna Be OK", e uma nova versão para "Never Is A Real Long Time", lançada em 1999 no álbum "Living Room".

"Three Free Amigos" abre bem o álbum e se torna muito interessante quando escutamos seu solo simples e eficiente. "Marmalade" muda o ritmo de forma brusca, apresentando um reggae no melhor estilo Bob Marley. Em "Jealous Love" o Anders faz um dueto com a cantora Maggie Koerner e muda novamente o ritmo da canção.

A melancólica "It's Gonna Be OK" não tem grandes solos, dando destaque a voz do Anders e o backing vocal da Maggie Koerner. "Never Is A Real Long Time" chega a ser comovente, não só pela performance do Anders, a temática da canção também ajuda bastante, solidão, distância emocional e amor não correspondido, são alguns dos temas que ela aborda. A faixa que mais gostei desse EP foi "We Move On", alegre, contagiante e tem uma letra mais otimista.

É sempre bom escutar algo novo do Anders Osborne e mesmo que esse seja um trabalho mais descontraído, fora dos padrões dele, ainda assim deve ser elogiado. "Three Free Amigos" mantém o padrão Anders Osborne de qualidade.
Tecnologia do Blogger.