38 Special - Bone Against Steel (Review)

"Bone Against Steel" é o nono álbum de estúdio da 38 Special, lançado em 1991 pela Charisma. Esse álbum é o último com Jeff Carlisi nas guitarras e o recém chegado vocalista e tecladista Max Carl, ambos saem pra seguir carreira solo. É um álbum ainda bem voltado ao AOR, com teclados bem presentes, baladas calmas e algumas músicas com uma levada que vai do Southern Rock ao Hard Rock.

Review faixa a faixa:

1 - "The Sound Of Your Voice" - Eles abrem o disco com uma levada bem Hard Rock/Aor, na voz de Max Carl, uma ótima música, com um ótimo refrão e um ótimo solo pra abrir a obra.

2 - "Signs Of Love" - Uma música mais suave, teclados bem presentes e muito feeling extraído das guitarras, uma ótima balada de amor.

3 - "Last Thing I Ever Do" - É uma música mais Southern Rock, na voz de Donnie Van Zant, com guitarras swingadas e muitos solos, Jeff Carlisi e Danny Chauncey estão voando alto, Max Carl deixa sua marca com um solo nos teclados. Palmas, Palmas!

4 - "You Definitely Got Me" - Tem uma levada mais Hard Rock/AOR, riff's e clichês de guitarra bem trabalhados e Max Carl com sua voz incrível, que nos deixará com saudades.

5 - "Rebel to Rebel" - Uma perfeita canção, que prova o carinho de Donnie por seu irmão (Ronnie Van Zant), com uma levada que vai do Southern Rock ao Hard Rock, e com um ótimo solo executado por Danny Chauncey.

6 - "Bone Against Steel" - A faixa-título está bem AOR, com uma melodia bem bonita, arranjos bem trabalhados e conduzidos pelo belo vocal de Max Carl.

7 - "You Be the Dam, I'll Be the Water" - Outra música bem AOR, com teclados bem presentes, um refrão bem bonito, cantada por Max Carl.

8 - "Jimmy Gillum" - É uma música mais voltada ao Southern Rock, levada bem cadenciada, na ótima voz de Donnie Van Zant, ótimos riff's e um perfeito solo.

9 - "Tear It Up" - Mais uma música com uma levada mais Southern Rock com pitadas de Hard Rock/AOR, bem vibrante e com um ótimo solo, Max Carl mais uma vez nos vocais.

10 - "Don't Wanna Get It Dirty" - Uma música com um riff bem elaborado, com uma levada empolgante bem Southern Rock, daquelas que nos faz tomar muitas cervejas, cantada por Donnie Van Zant, e com Jeff Carlisi e Danny Chauncey nadando em criatividade, muitos solos.

11 - "Burning Bridges" - Uma música mais AOR, com uma melodia suave, na voz de Max Carl, mais uma ótima música do disco.

12 - "Can't Shake It" - Essa música é bem mais Rock N' Roll, com uma levada bem vibrante, instrumentos de sopro presentes, dando um destaque a mais na canção, com ótimos e incríveis solos de guitarra, e Donnie Van Zant e sua incrível voz.

13 - "Treasure" - A última faixa do disco é mais calma, uma balada bem AOR, com guitarras exalando muito feeling, e Max Carl encerrando a obra com sua bela e magnífica voz.

Esse álbum é o último com Max Carl nos vocais e Jeff Carlisi na guitarra. Os dois vão fazer muita falta, mas suas "marcas" nunca serão esquecidas por nós fãs da 38 Special.

Escrito por Augusto Monteiro e publicado originalmente na Taberna do Putardo.
Tecnologia do Blogger.