Kentucky Headhunters - Electric Barnyard (Review)


"Electric Barnyard" é o segundo álbum de estúdio da The Kentucky Headhunters, lançado em 1991, pela Mercury Records. O álbum alcançou a 3° posição na Billboard Top Country Albums, e vendeu mais de 500.000 cópias só nos Estados Unidos. Um ano depois, Ricky Lee Phelps e Doug Phelps deixam a banda para montar a Brother Phelps.

As raízes Country/Bluegrass continuam evidenciadas em cada acorde das canções contidas neste álbum. A primeira faixa "It's Chitlin' Time" é um puro Country/Bluegrass, com ótimos solos de guitarra. O hino "The Ballad Of Davy Crockett" tocado na minissérie Davy Crockett, produzida pela Walt Disney, é uma canção escrita por George Bruns e Tom W. Blackburn, mas que foi gravada por vários músicos, e ficou conhecida na interpretação da banda The Wellingtons, sendo a música de abertura da minissérie. O cover "Only Daddy That'll Walk The Line" do cantor de country Waylon Jennings, ganhou todo aquele 'peso guitarrístico' da The Kentucky Headhunters, com uma pegada Country Rock bem nervosa, com muitos solos de guitarra e Greg Martin voando alto nas 6 cordas.

"With Body And Soul" é mais um cover, a canção pertence ao pai do Bluegrass Bill Monroe, uma grande influência da banda. As faixas seguintes "Diane" e "16 And Single" passeiam perfeitamente pelo Country Rock, melodias bem agradáveis, belos clichês guitarrísticos e ótimos refrões. A perfeita "Wishin' Well" apresenta riff's cadenciados, um solo extremamente cheio de técnica e feeling, o destaque vai para o vozeirão do Ricky Lee Phelps, uma PERFEITA música. O cover "Spirit In The Sky" do Norman Greenbaum, teve uma interpretação perfeita, ganhando toda a levada elétrica Country Rock da banda. Apesar dessa música ser considerada um clássico da música cristã, devido sua letra mencionar claramente Jesus Cristo, Norman é Judeu praticante (Esquisito, não?!).

A baladinha animada "Always Makin' Love" é um country com uma letra de amor e uma levada bem divertida. "Love Bug Crawl" mantém acesa a pegada Country/Bluegrass, mais uma ótima música. "Big Mexican Dinner" desliza suavemente por um Country/Blues raiz, com muita pegada slide e uma levada a lá ZZ Top. A bela "Kickin' Them Blues Around" tem uma levada bem suave, mas viva, com muitas pitadas de Country/Blues, solos exalando feeling, e um refrão super agradável. A última faixa "Take Me Back" faz valer mais ainda o álbum, um clássico Country/Rock, com uma levada acústica que d'uma hora pra outra ganha todo o peso das guitarras. Greg Martin se mostra um gênio na arte do slide, muita técnica, criatividade e FEELING. Música perfeita pra fechar com chave de ouro mais um incrível e ótimo álbum. Um perfeito álbum, daqueles para nos orgulharmos de copo cheio o som que estamos ouvindo!

Escrito por Augusto Monteiro e publicado originalmente na Taberna do Putardo.
Tecnologia do Blogger.