Duane Allman - Biografia


O mês de outubro é um mês triste para o Southern Rock, se a pouco mais de uma semana, no dia 20, completaram-se 35 anos da morte de Ronnie Van Zant e de Steve e Cassie Gaines, neste dia 29, completa-se 41 anos da morte do guitarrista Duane Allman. Mais uma tragédia para na historia do Southern Rock.

Muitos creditam ao Allman Brothers o posto de "A primeira banda de Southern Rock", há quem diga que os irmãos Allman foram os criadores do gênero. Independentemente de qualquer coisa, a contribuição de Duane Allman para a divulgação do gênero é inegável, e a influência que ele exerceu em outros músicos e igualmente notória. Sendo criador ou não, Duane Allman é um dos maiores nomes do Southern Rock.

Em vinte de Novembro de 1946 nascia em Nashville, Tennesse (o berço da musica country) um guitarrista que seria considerado um dos maiores da historia – nono, segundo a Rolling Stone – Howard Duane Allman.
Duane e Gregg no Colégio Militar
Quando criança Duane viveu como um cigano, sua família se mudou por varias vezes durante sua infância. Família esta formada por sua mãe, Geraldine Allman, e seu irmão mais novo Gregory LeNoir Allman. Seu pai. Willis Allman, um general do Exercito americano, foi morto na Coreia durante a campanha do pacifico sul, deixando uma esposa e dois filhos, um com 3 anos e outro com 2. Após este infeliz ocorrido, a então viúva Allman, se vendo forçada a trabalhar para manter seus dois filhos, os manda para um colégio interno militar. Mas nos verões, os garotos costumavam ir à casa de sua avó, em Nashville, onde Gregory aprendeu a tocar violão.

"Nos realmente sentíamos falta de Nashville, sabe, nos crescemos lá. Ela (sua avó) vivia nesses conjuntos habitacionais e tinha um cara do outro lado da rua que tinha um velho violão BellTone, que depois, eu acho virou um Silvertone – não tenho certeza. Um dia quente de verão eu estava sentado na varanda, e andei até la e perguntei se eu poderia pegar, ele disse: Claro!" Conta Gregg, em entrevista. 
 
No inicio dos anos 60, os garotos já não estavam mais no colégio militar, foi quando Gregory comprou o sue próprio violão, enquanto Duane se entusiasmava por motos.  Com a nova aquisição de seu irmão, Duane passou a observa-lo tocando, e logo demonstrou interesse pelo instrumento, aprendendo a tocar. Em poucas semanas Duane ja tocava melhor que seu irmão. Com seus 15 anos, o jovem Allman larga a escola e se dedica unicamente ao instrumento.

"Eu comecei a tocar quando eu tinha 12, e eu só tive minha primeira guitarra elétrica em novembro de 1960, era uma Fender MusicMaster. Era realmente fácil de tocar." ... "A essa altura, Duane, ele tinha que conseguir a sua, então para evitar as nossas brigas, Nossa Mãe deu a ele uma, era uma Les Paul Jr, uma das antigas."... "Então, começamos a tocar juntos, e realmente nos tornamos amigos na época.". Conta Gregg.

The Hourglass
Dizem que após um show do B.B. King, Duane teria ficado fascinado com o espetáculo e teria dito ao seu irmão "Nos temos que entrar nisso." Se é verdade, não se sabe, mas, os dois irmãos juntaram o The Allman Joys, e passaram a tocar por bares, bailes e formaturas por toda a cidade. Nos anos 60 os irmãos Allman se mudaram para Los Angeles para se juntar a uma banda chamada The Hourglass, mas a banda não agradou muito a Duane, já que eles não tinham muito controle sobre suas gravações, então o guitarrista abandona o The Hourglass e se muda de São Francisco, retornando a Daytona Beach, Florida. Foi nesta época que Duane começou a tocar no Muscle Shoes, uma famosa gravadora, onde trabalhou como musico residente, fazendo participação em varias gravações, que, após a sua morte, foram compiladas em um álbum chamado "Duane Allman, An Anthology". Foi nesta época também que Duane teria desenvolvido a sua grande marca registrada, o modo como tocava Slide.

No aniversário de 22 anos de Duane, Gregg – que ainda vivia em Los Angeles devido a clausulas de contrato com o The Hourglass – foi visitar seu irmão que estava doente, levando para ele um frasco de remédio, e um presente de aniversário, um disco do guitarrista Taj Mahal. Horas depois de deixar a casa de seu irmão, Gregg foi chamado de volta, chegando la, viu que Duane jogou fora as pílulas e limpado o frasco. Ele estava tocando Slide, acompanhando a musica "Statesboro blues", presente no álbum. "Duane nunca tinha tocado slide antes" disse Gregg.

Dickey Betts, guitarrista do Allman Brothers ao lado de Duane, e compositor de clássicos da banda como, "Rambling man", "In Memory of Elizabeth Reed" e "Jessica", contou como conheceu Duane:

"Acho que era 1965. Duane e Gregg tinham uma banda chamada The Hourglass, e eles tocavam em bares na noite, nós nos encontramos em um clube em Orlando e improvisamos. Foi a primeira vez que encontrei Gregg e Duane." ... "Naquela época, não acho que Duane tocasse Slide, ele começou a sério apenas sentando pela casa e treinando, mais ou menos na época em que o Allman Brothers entrava se reunindo." E, quando questionado sobre as influencias de Duane, Betts respondeu: "Bem, Robert Johnson. Você ouve esse nome varias vezes, ele influenciou tanta gente. Eu acho que ele foi uma das grandes influencias de Duane. Quem é aquele cara, o do slide? Elmore James! Ele realmente foi de cabeça em Elmore James, muito da parte elétrica." ... "Duane tocava Slide mais como uma gaita que como uma guitarra. Ele ouvia muitos gaitistas como Sonny Boy Williamson e tal. Ele realmente tocava muitas pegadas de gaita. Ele usava um frasco de “Coricidin” (o que Gregg lhe deu no seu aniversário) isso antes de se poder comprar em lojas de instrumento."
 
Quando Gregg finalizou seus compromissos com o The Hourglass e voltou de Los Angeles, Duane já tinha um plano para o The Allman Brothers e grande parte da banda formada. Em 1969 a banda lançou seu primeiro disco, "The Allman Brothers", muito bem recebido. E pouco tempo depois, seu segundo álbum "Idlewind South". Mas, eram as performances ao vivo que tornavam o Allman Brothers uma grande banda, o primeiro disco, segundo Betts, foi quase todo gravado "ao vivo no estúdio." Ou seja, com poucos efeitos de sobreposição, como se gravasse a musica em um só Take.

Toda vez que alguém é questionado sobre com quem Duane gostou mais de tocar, a resposta é quase sempre unanime, Eric Clapton.
Durante as Sessões de Layla

O trabalho de Duane e Clapton em "Layla and Other Assorted Love Songs" é notório e tido por muitos como o melhor trabalho que os dois guitarristas já fizeram, juntos ou separados. Duane se juntou a Clapton depois do convite do britânico para acompanhar as gravações de seu novo álbum. Gregg conta como foi o encontro dos dois:

"Eu estava la quando aconteceu. A banda toda estava. Veja bem, estávamos tocado na cidade e Clapton vaio ao nosso show". Quando questionado se a presença de Clapton mexeu com Duane, Gregg responde: "O deixou com medo como da morte. Ele (Clapton) veio e sentou bem em frente, bem na grama. É claro, toda vez que você vê o Clapton ele esta diferente, eu não o reconheci até próximo do fim do show, e eu mesmo me assustei. Tommy Dowd estava com ele, e Duane perguntou se estaria tudo bem se ele fosse assistir parte da sessão de gravação, então Clapton disse: ‘Assistir é uma ova, vem e toque!’" 

Entrevista com Eric Clapton e Tom Dowd, produtor do disco - em inglês.



Apesar do sucesso de Duane com o Derek and The Dominos, ele se recusou a se juntar permanentemente a Clapton, alegava ter seus próprios compromissos com sua própria banda. De fato, o compromisso a que Duane se referia era nada menos que o "At Filmore East", simplesmente um dos maiores discos ao vivo da historia do rock.

"At Filmore East" foi gravado em duas noites em Julho de 1971, em Nova York. O álbum é considerado até hoje como a melhor apresentação do Allman Brothers. Após o sucesso do disco ao vivo a banda se reuniu para a gravação do seu quarto disco, "Eat a Peach".

"Eu acho que ‘Blue Sky’ foi a uma das ultimas coisas que fizemos. Nos fizemos todas aquelas músicas em mais ou menos três semanas em um estúdio em Miami, e decidimos dar um tempo porque Tom Dowd tinha alguma coisa pra fazer. Nos decidimos tirar algumas semanas, e foi quando Duane morreu. Antes de todos terem a chances de se tocar no que estava acontecendo, nos voltamos e finalizamos em poucos meses," conta Betts. 

Em outubro de 1971, Duane Allman dirigia sua Harley Davidson Sportster pelas ruas de Meacon, Georgia, quando um caminhão parou subitamente em um cruzamento, forçando Duane a desviar. O guitarrista atingiu a parte traseira do caminhão enquanto desviava para a esquerda. Com a colisão a moto saltou ao ar caindo em Duane, que foi arrastado pela moto por metros, causando ferimentos internos. 

Moto após o acidente
Seguindo-o estavam sua namorada, Dixie Meadows e Candy Oakley (Irmã do baixista Berry Oakley) que ficaram com Duane até a chegada da ambulância, que o fez em tempo de efetuar uma respiração boca-a-boca e levar o guitarrista ao hospital, embora tivesse chagado com vida ao hospital, ele não resistiu às varias lesões internas. A menos de um mês de seu aniversário de 25 anos, morria Duane Allman.


"Mais que ninguém, Duane foi responsável pela revolução na musica sulista" disse Johnny Sandlin, um dos cabeças da Capricorn Records.



No funeral, a banda se reuniu e tocou. Gregg cantou "The Sky is Criyn" fazendo uma alteração na letra do clássico de Elmore James, de "Look the tears rolling down the street" (olhe as lagrimas rolando na rua) para "Look at the tears rolling down my cheeks" (olhe as lagrimas rolando em minhas bochechas). Portando um velho violão de Duane, ao final, Gregg o segurou com as mãos nervosas e tremulas e disse estar orgulhoso de ter o antigo violão de seu irmão e agradeceu a presença de todos. 

Funeral de Duane, Allman Brothers se apresentando
Muitas são as homenagens feitas a Duane após a sua morte, uma das mais famosas é a dedicatória de "Free Bird" do Lynyrd Skynyrd, feita por Ronnie. Muita gente acredita que a música foi feita como uma homenagem ao Allman, no entanto, a canção já estava escrita quando o guitarrista faleceu, a homenagem a ele não é a muisca, e sim a dedicatória e o Bird Call - técnica desenvolvida por Duane, que consiste em imitar o som de um pássaro com o slide - no inicio de "Free Bird" no "One More From the Road" de 1976. Outra grande homenagem foi feita pelo governo da Georgia. Em Março de 1998 um trecho da auto estrada 19 em Macon recebeu o nome de Duane Allman Boulevard.

A vida de Duane Allman foi curta, mas o seu legado é gigantesco. 



O Lynyrd Skynyrd, em sua turnê de tributo 10 anos apos a aqueda do avião que matou parte da banda, dedica a musica aos seus antigos integrantes vitimas do acidente, aos pilotos e ao Duane Allman;


Tecnologia do Blogger.