Entrevista com a banda holandesa de Southern Rock Bail




Olá pessoal, estou aqui novamente com mais uma entrevista exclusiva com a banda Bail. Eles já tocaram com muitas bandas importantes, como Billy Idol, Blackfoot, Molly Hatchet e Twisted Sister. Mesmo a tão pouco tempo na estrada, já gravaram um álbum como se tivessem anos de carreira, pelo entrosamento e harmonia. Segue a entrevista:

Vinícius SRB : Como a banda começou?

Bail: A banda começou em 2006. Edwin (meu irmão que toca baixo e guitarra) e eu, costumávamos tocar em uma banda de power rock, mas queríamos começar uma banda com influências sulistas. Na nossa infância, crescemos ouvindo bluegrass e country, está nas nossa veias. Nós gostamos um pouco mais de rock/blues, mas sempre quisemos usar uma "fatia" em nossas músicas e letras. Procurando por um ótimo baterista, chegamos ao Pierre Denissen. Ele é um ótimo baterista, tem o nosso estilo e ainda adora Southern Rock. Tocamos em vários palcos principais pela Europa, e no último verão também tocamos nos Estados Unidos. Tocamos com muitas bandas bem conhecidas, como Molly Hatchet, Blackfoot, Skinny Molly, American Dog, Billy Idol, Rose Tattoo, Texas Hippie Coalition, só para constar alguns. No último verão fomos aos Estados Unidos para fazer alguns shows com a Skinny Molly, a banda de Mike Estes, ex-guitarrista do Lynyrd Skynyrd. Foi um estouro e as pessoas nos queriam novamente no ano seguinte.

ESCUTEM AS MÚSICAS DA BANDA NO FIM DA POSTAGEM

Our band was established in 2006. Edwin (my brother who plays the bassguitar)and I used to play in a power-rock band but we wanted to start a rockband with southern influences. In our childhood we grew up with bluegrass and country music, it's in our veins. We do like rock & blues a little bit more but we always want to ad a slice of it to our songs and music. Looking for a great drummer we ended up with Pierre Denissen. He's a very good drummer and has the same drive as we have and he like the southern rock music very much. We played at several main stages in Europe and last summer we played in the USA as well. We played with many well-known bands like Molly Hatchet, Blackfoot, Skinny Molly, American Dog, Billy Idol, Rose Tattoo, Texas Hippie Coalition just to name a few. Last summer we went to the USA to do some shows with Skinny Molly, the band of Mike Estes (former Lynyrd Skynyrd guitarist). It was a blast and people want us back next year.

Vinícius SRB: Influências:

Bail: Nossas influências são Lynyrd Skynyrd, ZZ Top, Allman Bothers, Blackfoot, Pride & Glory, Joe Bonamassa, Marshall Tucker band, 38 Special, Alice in Chains, Jimi Hendrix, Led Zeppelin, Doc Watson etc.

Our influences are Lynyrd Skynyrd, ZZ-top, Allman Bothers, Blackfoot, Zakk Wylde's Pride & Glory, Joe Bonamassa, Marshall Tucker band, 38 Special, Alice in Chains, Jimi Hendrix, Led Zeppelin, Doc Watson etc.

Vinícius SRB: "A Bolt From The Blue" é o seu melhor álbum na minha opinião, qual é o seu favorito?

Bail: Yeah, e também achamos que essa é a melhor música do álbum também. Gostamos muito das músicas novas também. "Seas of Yesterday" e "Gold" são legais e estão um pouco desatualizadas.

Vinícius SRB: Vocês tem planos para turnês internacionais?

Bail: Nós amamos tocar em países estrangeiros e conhecer outras mentes ligadas ao Southern Rock. Nós esperamos conseguir tocar em grandes concertos nos Estados Unidos ano que vem. Inclusive já fomos convidados para fazer alguns. Agora estamos nos concentrando na nossa agência de booking para concertos na Europa. Se um dia tivermos a oportunidade de tocar no Brasil, seria outro sonho se tornando realidade.

We love to play in foreign countries and meet other southernrock minded people. We hope we can manage some gigs in the States next year. We are already invited to do some shows. Now we are concentrating on a new bookingsagency for gigs in Europe. If we are ever in the opportunity to play in Brasil than an other dream would come through.


Bom pessoal, como podem ver, na minha segunda entrevista com bandas estrangeiras, as mesmas palavras foram escritas. Todos eles querem tocar no Brasil mas não tem a chance. Mesmo para uma banda grande, a vinda para o Brasil é quase impossível, devido a pouca quantidade de casas de shows, e o valor das despesas.
Tecnologia do Blogger.