Tedeschi Trucks Band - Everybody's Talkin' (Review)

Desde a primeira vez que o nome Tedeschi Trucks Band ecoou pelos ouvidos dos fãs da boa música, todos se perguntaram qual seria o resultado da união de um casal genial, de um lado Derek Trucks, gênio prematuro da guitarra quw aos 19 anos já era guitarrista da Allman Brothers Band, e Susan Tedeschi, dona de uma das vozes mais marcantes do Blues na atualidade. A banda foi se formando, entraram Oteil Burbridge, Mike Mattison, Mark Rivers, Kofi Burbridge, Tyler Greenwell, J.J. Johnson, Kebbi Williams, Maurice Brown e Saunders Sermons, essa formação só fez a ansiedade dos fãs aumentarem.

Tudo se resolveu quando o maravilhoso, sensacional, esplendido, e o que mais você pensar em elogios "Revelator" foi lançado. A critica e os fãs babaram e não li uma sequer opinião ruim sobre o álbum de estreia. Não deu outra, a banda foi premiada com o Grammy de Best Blues Album e quatro Blues Music Awards 2012, nas categorias Album of the Year, Band of the Year, Contemporary Blues Female Artist of the Year e Gibson Guitar Award.

Então chegou a hora do primeiro álbum ao vivo. O anúncio de "Everybody's Talkin'" gerou uma grande expectativa, afinal é inegável que o verdadeiro potencial dos membros da banda é mostrado ao vivo, quem foi ao SWU sabe disso. O set list foi anunciado e para a minha decepção o álbum só contará com quatro faixas do álbum de estreia da banda. Não gostei das faixas escolhidas, deveriam ter priorizado as faixas do álbum, mas quem disse que essa opinião durou muito ao escutar o álbum pela primeira vez?



Tudo soa perfeito nesse álbum. Quando se tem um guitarrista do nível do Derek Trucks, logo se pensa que o foco será seus slides e solos, não na Tedeschi Trucks Band. A banda não tem onze membros para ficarem de enfeite no palco, todos tem o seu solo, todos tem seu momento para mostrar seu verdadeiro talento e isso me encanta, isso faz da Tedeschi Trucks Band diferente das outras.

Todas as faixas são ótimas, mas assim como no "Revelator", "Midnight in Harlem" se destaca. Só de escutar a intro já fiquei emocionado. Derek introduz a faixa com uma das mais belas composições do duane Allman, "Little Martha" e a bela "Swamp Raga".

"Learn How to Love", "Love Has Something Else to Say", "Nobody's Free" e "Darling Be Home Soon" também contam com belos solos de guitarra, trompete, trombone, saxofone, teclado e a bela voz da Susan Tedeschi. Todas as faixas são executadas com perfeição, mas todas são ofuscadas por uma: "Uptight (Everything’s Alright)".

Espero que o Stevie Wonder e os seus fãs me perdoem, mas parece que essa faixa foi feita para ser tocada por essa banda e cantada pela Susan. Não conheço versão melhor e tenho certeza que não encontrarei outra algum dia. Você nem vai perceber que essa faixa quem mais de 15 minutos!

Sim, esse é o melhor álbum ao vivo do ano e já está no topo da lista de melhores de 2012. Não esperava outra coisa de uma banda como essa, que tem tornado a música mais encantadora.

Sempre fiquei traumatizado em pensar no fim da Allman Brothers, minha banda preferida, agora não fico mais, pois tenho certeza que o legado foi passado adiante e que a TTB irá ocupar esse espaço deixado pelo ABB no futuro. E que venham muitos álbuns de estúdio e ao vivo da Tedeschi Trucks Band.
Tecnologia do Blogger.