Redwest - Play Your Hand (Review)

"Play Your Hand" é o segundo EP da Redwest, gravado em 2012.

Assim como a banda alemã Dezperadoz, a banda italiana Redwest toca um gênero musical com uma temática bem filme de Velho-Oeste, Western Metal, um estilo que provavelmente foi batizado em algum tiroteio entre Clint Eastwood e John Wayne, ou entre Django e Trinity. O EP abre com "Last Cigar" com um começo bem Ennio Morricone de grosso calibre, riff's precisos com harmônicos artificias, e a bela voz da la straniera completando o já perfeito vocal do il lurido. Perfeita música pra abrir o que pra mim é um perfeito EP. A faixa "Roulette" já estava no Myspace da banda faz um bom tempo, mantém o Western Metal com uma levada mais alegre, acho até que o título do EP foi tirado do refrão dessa música.

"Sands Of Gold" surge com um andamento mais cadenciado, e logo ganha todo aquele toque de trilha sonora de filme de Western, mas com um refrão mais "pesado". Esse dueto de voz é o que deixa tudo mais perfeito, é quase uníssono. Na sequência temos "Johnny Walker's Farm" até imagino uma fazenda da Johnny Walker, com um rio de whisky a lá Matanza. Já a faixa é bem Hillbilly Metal, com sonoplastia de vários bichos da fazenda, e uma levada alegre do Hillbilly Porch, coisa bem Redneck, uma ótima faixa, animadíssima, com gaita e tudo mais. Por último temos "Midnight Train" uma música do primeiro EP da banda, mas agora na versão acústica e ao vivo, servindo pra confirmar o poder dos agudos do il lurido, e o talento desses caras ao vivo, com um instrumental de muita competência.

A Redwest aos poucos vai mostrando o seu trabalho, ótimo trabalho por sinal, talento eles tem de sobra, só falta uma grande gravadora fechar com esses caras e gravar o primeiro de muitos álbuns. As letras deste EP falam sobre as jogatinas, e outras coisas feitas por cowboys (Homens de verdade!). Me orgulho de ter divulgado o som da Redwest, e ver que mais brasileiros acompanham com carinho o sucesso da banda. Vale a pena conferir, e torcer que a Redwest continue com a bala na agulha, nos trazendo canções de tirar o chapéu, bater o pé, entornar o copo e gritar Ir-rá!

Créditos: @AugustoMTRs
Tecnologia do Blogger.