Rebel Son - Bitch (Review)

 
"Bitch" é o sexto álbum de estúdio da Rebel Son, lançado em 2009, pela Hot Rod Hell Records.

A faixa que abre o disco é "Every Single One" um puro Rockabilly com um ótimo solo. Em seguida, a curtinha "Steppin' Towards" com sua pegada que mistura Country, Rockabilly e um pouco de Bluegrass desliza agradavelmente nos ouvidos. Já "Drink Myself Drunk" surge com uma levada meio que Country Rock, mais uma música pra bêbum algum por defeito.

"I Think About It All The Time" é só uma passagem de 16 segundos. A faixa "Can't Afford" traz uma levada cadenciada, que passeia competentemente pelo Country ao Rockabilly. As curtinhas "You'd Think Again", "A Whole Lot Quicker" e "Before I Fell In Love With You" mantém a pegada do Country ao Rockabilly, ótimas músicas. "Dollars For The Devil" é a música mais longa do álbum, com pouco mais de 5 minutos, que se arrasta numa pegada meio que Outlaw Country, cadenciada, que no decorrer de sua progressão vai ganhando mais vida. 

O Rockabilly Redneck desbocado ressurge com "Pour Me A Drink, Bitch", "You Can Try" e "Demolition Woman" com riff's bem criativos, solos com muita pegada, uma levada mais acelerada com ótimos instrumentais. A alegre "I Sure Am Glad" faz jus ao título da canção, rápida e divertida. "What A Bitch You Are" é uma balada Rockabilly Redneck bem desbocada, o título da canção também já nos diz tudo. Pra fechar "The Ballad Of Jane Death" com sua levada acústica, cadenciada, do tipo canção de estrada, encerra com muita competência mais um ótimo álbum deste trio Redneck. Assim como o título do álbum, as letras das canções estão bem desbocadas.

Créditos: @AugustoMTRs 
Tecnologia do Blogger.