Lynyrd Skynyrd - Nuthin' Fancy (Review)

Lynyrd Skynyrd Nuthin' Fancy

"Nuthin' Fancy" é o terceiro álbum de estúdio do Lynyrd Skynyrd, lançado no dia 24 de março de 1974 pela MCA. O álbum foi o primeiro do Lynyrd Skynyrd a atingir o Top 10 da Billboard 200, ficando na 9° colocação. Foi certificado com disco de ouro em 1977 e platina em 1987 pela RIAA.

Review faixa a faixa

1 - "Saturday Night Special" - Logo de cara temos o que viria a se tornar um dos maiores clássicos do Lynyrd Skynyrd. É chover no molhado elogiar o vocal do Ronnie Van Zant, o trio Ed King, Gary Rossington e Allen Collins são impecáveis. Como disse no inicio, um clássico.

2 - "Cheatin' Woman" - Um belo Blues e um instrumental perfeito, nada a reclamar até esse ponto, mas acho ela um pouco melancólica, pelo menos no inicio, pois no final, graças ao instrumental, a faixa cresce e se torna ótima.

3 - "Railroad Song" -Essa é, para mim, uma das melhores faixas do Lynyrd Skynyrd. A participação do Jimmy Hall, tocando gaita, é maravilhosa, Collins e King detonando novamente e Vaz Zant cantando tudo e o que pode e mais um pouco.

4 - "I'm a Country Boy" - Os riffs são muito repetitivos, mas ainda bem que são de ótima qualidade.

5 - "On the Hunt" - O que ouvimos aqui é um Blues mais pesado e Gary fazendo um ótimo trabalho, com bastante espaço para mostrar todo o seu talento. Nessa música, Van Zant tem a sua melhor performance.

6 - "Am I Losin'" - Essa faixa é totalmente Country Rock e tem um solo do Ed King que é lindo.

7 - "Made in the Shade" - Posso estar enganado, mas essa faixa me parece mais uma tentativa de tocar um bluegrass, falo isso pelo uso do dobro, mandolin e gaita na faixa. Não posso me esquecer do Van Zant e o iodelei. A música foi usada como segundo single do álbum.

8 - "Whiskey Rock-a-Roller" - Inicio perfeito, encerramento perfeito. A faixa fala de como é ser um roqueiro e um festeiro, o estilo de vida em que o Lynyrd Skynyrd se encaixava muito bem, às vezes. A parte instrumetal, mais uma vez, é destaque. Três guitarristas em perfeita sintonia e um cara chamado Ronnie Van Zant cantando bem demais.

Para um álbum que sucedeu "(Pronounced 'Lĕh-'nérd 'Skin-'nérd)" e "Second Helping", esperava-se mais de "Nuthin' Fancy", a banda percebeu que o nível não era o mesmo, o próprio Ronnie Van Zant percebeu isso, afinal foi ele que deu esse título ao álbum. Digo que ele está abaixo dos dois primeiros, o que é diferente de dizer que ele é ruim, eu seria um louco se afirmasse isso.
Tecnologia do Blogger.