23 bandas da nova geração do Southern Rock que você deve ouvir


O Southern Rock teve a sua morte decretada no inicio dos anos 80, muitos dizem que ele morreu, eu digo que ele adormeceu. Muito da ideologia se perdeu, mas a influência se perpetuou pelo mundo. Lynyrd Skynyrd, Allman Brothers, ZZ Top, Marshall Tucker, Molly Hatchet e 38 Special, influenciaram e influenciam muitas bandas ao redor do mundo, fazendo o Southern Rock se perpetuar.

Muita gente fala que o Southern Rock não existe mais, verdade, não existe para aqueles que não querem se arriscar por novos mares, morreu para aqueles que preferem ficar ouvindo os clássicos e que se esqueceram que eles foram lançados 40 anos atrás, sendo que nesse longo tempo muitas bandas de qualidade surgiram e lançaram muitos álbuns acima da média. Não estou pedindo para vocês pararem de ouvir os clássicos, apenas estou pedindo que conheçam mais as bandas que estão na luta por um espaço.

O objetivo dessa postagem é apresentar para vocês bandas de Southern Rock em atividade que surgiram nos últimos anos. Essa lista está em constante atualização e indicações sempre são bem vindas.

OBSERVAÇÃO: Poucas bandas você escuta e crava que são 100% Southern Rock, se é que podemos criar um padrão para o estilo, nem Blackberry Smoke é, por isso inclui muitas bandas que trazem o Southern Rock com frequência em seus trabalhos.

De todas as bandas aqui incluídas, a Blackberry Smoke é a que menos preciso ficar dando motivos para vocês escutarem. Dona de uma discografia impecável, "Bad Luck Ain't No Crime" (2004), "Little Piece of Dixie" (2009), "The Whippoorwill" (2012), "Holding All the Roses" (2015) e "Like an Arrow" (2016), a Blackberry Smoke não é só a melhor banda de Southern Rock da atualidade, é uma das melhores da música como um todo. Hoje ela é classificada como uma banda Country, como a maioria dessa lista, mas as influências do Southern Rock são visíveis e inquestionáveis.
Hoje o Dallas Moore se classifica como um músico Outlaw Country, o que não é uma mentira, mas sua discografia é recheada de influências do Southern Rock. Seu álbum mais recente, "Dark Horse Rider" (2017), é bem mais Country que os anteriores, mas ainda traz muito do Southern, principalmente na faixa-título, um petardo de 7 minutos. "Blessed Be the Bad Ones" (2013) também merece destaque. 
A Hogjaw é outra banda que não é uma novidade para os fãs de Southern Rock, mas ainda é uma banda pouco conhecida fora da comunidade de fãs do Southern Rock. Com cinco ótimos álbuns lançados, "Devil in the Details" (2008), "Ironwood" (2010), "Sons of the Western Skies" (2012), "If It Ain't Broke..." (2013) e "Rise to the Mountains" (2015), a Hogjaw conseguiu angariar milhares de fãs fiéis. A marca registrada é o vocal inconfundível do JB Jones, é impossível escutar sua voz e não saber que é Hogjaw.
A Holman Autry Band é uma das novidades da lista, mas não é uma novata. A banda surgiu em 2006 e já lançou três álbuns de estúdio, "Holman Autry Band" (2007), "Sweet Southern Wind" (2009) e "Eletric Church" (2015). O legal dessa banda é que todos os membros nasceram na mesma cidade, estudaram na mesma escola e só foram se conhecer quando a ideia de formar uma banda se tornou realidade. Como muitos músicos pelo mundo, eles ainda não se dedicam em tempo integral a banda, todos tem seus trabalhos e tocam em qualquer lugar que caiba eles mais algumas pessoas.
A Honey Island Swamp Band está na ativa desde 2006 e faz um Southern Rock um pouco diferente das demais bandas dessa lista. Primeiramente, a banda não se identifica como Southern Rock, eles classificam seu som como "Bayou Americana/Roots Rock", um som com muita influência da Little Feat, The Band, Taj Mahal, Gram Parsons e Jerry Garcia. A Little Feat é uma das bandas de Southern Rock mais aclamadas de todos os tempos e ficaram famosos por sua mistura de Blues com Jazz Fusion e Cajun, algo que a Honey Island Swamp Band também faz. Indico oa álbum mais recente da banda "Demolition Day" (2016).
A Johnny & the Mongrels é um projeto que se baseia na mistura do Funk, Soul e Blues e foi descrito como "New Orleans infused, Swamp Funk & Blues". A banda lançou sua estreia em 2016 e "You Ain't Ready" tem alguns momentos que me lembram Allman Brothers e outras bandas que seguiram os caminhos do Blues, Soul e R&B. A banda ainda é nova, desconhecida e com muito potencial.
Mike and the Moonpies é uma das milhares de bandas que surgem todos os dias no Texas e uma das poucas que tem conseguido se destacar das demais. A banda já lançou dois bons álbuns, "The Real Country" (2010) e "The Hard Way" (2012), e quem que é maravilhoso "Mockingbird" (2015). Como quase tudo que vem do Texas, a Mike and the Moonpies é uma banda Country, mas o Southern Rock é uma influência bem recorrente nos álbuns da banda. Por exemplo, o single "Smoke 'Em If You Got 'Em", faixa mais conhecida da banda, começa com um riff de guitarra estilo Allman Brothers. Vez ou outra dá para escutar algumas influências da Marshall Tucker Band, banda que o vocalista escutava na sua infância com seu avô.
A Preacher Stone é das antigas aqui no Southern Rock Brasil e ao contrário da maioria das pessoas, não conheci a banda quando "Not Today" tocou na terceira ou quinta temporadas de Sons of Anarchy. Essa é uma das bandas que fazem parte da lista original que fiz em 2012 e descobri ela em alguns fóruns de Southern Rock que existiam na época. A banda já lançou quatro álbuns de estúdio, "Preacher Stone" (2009), "Uncle Buck's Vittles" (2010), "Paydirt" (2014) e "Remedy" (2016).
O visual, a temática e os estilo de composição da Rebel Son causam um pouco de estranheza nos dias atuais. Os caras tem orgulho de serem do sul e expressam isso cada um dos 16 álbuns que lançaram até hoje, seja com a bandeira confederada estampada na capa, com títulos de canções que falam desse orgulho, letras explicitas e muita atitude. A banda não se politicamente, o vocalista Lee Johnson já falou sobre isso algumas vezes. Independente do que eles acreditam, o som da Rebel Son é muito bom. De todos os álbuns que a banda já lançou, "Guitar Man" continua sendo meu favorito.
A Reckless Kelly é mais uma banda Country com muitas referências do Southern Rock, principalmente nos primeiros álbuns. Essa banda é um dinossauro da cena texana, os caras foram muito importantes na construção da cena que conhecemos hoje, seja a Red Dirt ou Texas Country. O último álbum da banda, "Sunset Motel", foi descrito como "uma mistura de Country, Blues, Rock e Southern Rock" pelo vocalista Cody Braun, o que é bem frequente na longa discografia da banda.
A Robert Jon & the Wreck é uma das bandas mais interessantes dessa lista e uma das melhores também. Escutem "Rollin'", faixa de abertura do álbum "Good Life Pie" ou "Tightrope", que é para os fãs do Allman Brothers, e se tornem fãs dos caras, se essas faixas não te convencer, escute qualquer uma desse álbum ou do "Glory Bound" de 2015. A Robert Jon & the Wreck é uma banda em ascensão, cada dia mais estão angariando fãs pelos EUA e pela Europa.
SweetKiss Momma não é do sul, os caras são lá de Seattle, mas fazem um som que deixa o fã mais tradicional de Southern Rock animado. Com dois álbuns e um EP lançados, "Revival Rock" (2010), "A Reckoning Is Coming" (2014) e "What You've Got" (2016), a banda é uma das melhores e mais desconhecidas da atualidade. Seu som tem um pouco de tudo que é bom no Southern Rock, suas influências vão de Lynyrd Skynyrd a The Allman Brothers Band e The Black Crowes.
A The Drugstore Gypsies é outra debutante na lista. Os texanos lançaram sua estreia em 2017 e estão chamando a atenção com sua mistura única de Southern Rock, Country, Western e Blues. O Southern Rock está presente no álbum todo, em "Drugstore Gypsy", na bela "Runnin' To", na animada "Black Label Boogie", na ótima "Breakin' the Law", "Kitty Strut Blues" ou em "Keep You Rollin' On". O álbum "The Drugstore Gypsies" é uma das melhores estreias de 2017 e você não pode deixar de escutar essa maravilha.
O som da The Gasoline Gypsies é um Classic Rock com elementos de Southern Rock, Roots music, Folk e soul, pode parecer meio confuso, mas é bom. Com dois álbuns lançados, "The Gasoline Gypsies" (2014) e "Killin' Time" (2017), o público da banda ainda está muito limitado a Detroit, sua cidade natal, mas acredito que os caras irão crescer nos próximos anos.
Eu sei que o pessoal da The Magpie Salute não quer que seu som seja rotulado, qualquer rótulo é limitador demais para o som que eles fazem, mas é impossível escutar "The Magpie Salute", debut da banda, e não pensar em Black Crowes, Southern Rock, jams e Allman Brothers. Não é só pela presença dos  ex-Black Crowes Rich Robinson, Marc Ford e Sven Pipien, mas também pela atmosfera do álbum, é muito Allman Brothers e Black Cowes. "Omission", que faixa maravilhosa, é a única faixa autoral e é uma amostra do que teremos em um futuro debut. E o que falar de "Comin' Home"? É de arrepiar qualquer fã de Southern Rock.
A The Marcus King Band é uma das sensações da atualidade, não dá para resistir a uma banda com um guitarrista prematuro/jovem, que tem muito a evoluir e que é dono de uma voz que cai como uma luva para o som que a banda faz. O som da banda é bem amplo, você percebe isso ao escutar qualquer faixa dos seus dois álbuns, "Soul Insight" (2015) e "The Marcus King Band" (2016), ou ao ler a definição que a banda dá ao seu som: Psychedelic Southern Rock Blues/jam/rock/funk. O som da banda é indicado para quem curte Tedeschi Trucks Band, Gov't Mule, North Mississippi Allstars e qualquer banda que tenha o Allman Brothers como influência principal. Essa banda tem um futuro brilhante.
Eu estou sempre em busca da próxima grande banda de Southern Rock, elas não surgem com uma frequência muito grande, mas quando isso acontece, a qualidade é sempre alta. A nova promessa é a The New Offenders. "Stones to Throw", sua estreia, é um álbum 100% Southern Rock, tem todos os elementos que os fãs gostam no estilo. A influência do Black Crowes é bem aparente, mas é possível escutar muito Southern Rock clássico, aquele dos anos 1970, seja nas guitarras ou nos vocais. Fiquem de olho nessa banda.
A The Sheepdogs é uma banda difícil de se classifcar, o som deles tem um pouco de Southern Rock, Boogie Rock, psicodelia, Blues Rock, Retro Rock e um monte de outras boas influências. O Southern Rock é mais evidente nos primeiros álbuns da banda, "Trying to Grow" (2007) e "Big Stand" (2008), mas ele ainda está presente nos trabalhos mais recentes, "Learn & Burn" (2010), "The Sheepdogs" (2012) e "Future Nostalgia" (2015). The Sheepdogs é uma das melhores bandas que conheço e eles ainda tem muito para nos mostrar, acredito que eles ainda não fizeram seu melhor.
The Soul Jacket surgiu em 2004 em um porão em algum lugar entre as cidades de vigo e Nigrán, duas cidades bem próximas a fronteira de Portugal. O som da The Soul Jacket é inspirado por bandas americanas e britânicas de Rock do início da década de 1970. Durante anos a banda só fez shows e só em 2012 decidiu apostar em um álbum de estúdio. Desde então, a banda já lançou "Wood Mama" (2012), o EP "Gunpowder Valley"(2013), "Black Cotton Limited" (2014), o EP "Soul BBQ" (2016) e "The Soul Jacket" (2017). Ao longo dos anos o som da banda foi incorporando diversos elementos da Soul music, R&B, Funk, Blues, Country Rock e, óbvio, Southern Rock. Os caras sempre estão experimentando novos sons, aumentando seus limites, isso os torna diferentes das demais.
A The Steel Woods é outra debutante na lista e outra que lançou sua estreia em 2017. A banda define seu som como Southern Music, e suas influências vão de Jimmie Rodgers a Hank Williams, de Willie a Waylon, de Allmans Brothers a Blackfoot, de The Band a Tom Petty, até os contemporâneos Kings of Leon e Avett Brothers. O Southern Rock é uma constante em "Straw in the Wind", o estilo é uma das maiores influências da banda, como diz sua biografia, "the Nashville-based band is also steeped in the ethos of Southern Rock". Essa é mais uma banda para acompanhar.
A The Steepwater Band começou sua carreira em 1998 como uma banda de Blues Rock muito influenciada pelo Southern Rock e com o tempo seu som foi evoluindo e hoje abarca uma enorme gama de influências. O primeiro álbum da banda, "Brother to the Snake" (2001), é totalmente influenciado pelo Southern Rock, o que se repete em "Dharmakaya" de 2004. A influência ainda é visível em menor escala em álbuns como "Revelation Sunday" (2006), "Songs from the 8th Day" (2007), "Grace and Melody" (2008), no maravilhoso "Clava" (2011) e volta com toda força no em "Shake Your Faith" (2016).


A Whiskey Myers é a minha banda favorita da lista. Poucas bandas na atualidade superam a Whiskey Myers no quesito sonoridade e composições, cujos créditos deve ser dados ao vocalista Cody Cannon. Criei essa lista em 2012 depois de ter escutado "Firewater" (2011), foi nesse momento que decidi conhecer novas bandas do estilo. "Early Morning Shakes" (2014) é o álbum que mais escutei na vida, é para mim o álbum da década, um dos melhores do Southern Rock. "Mud" (2016) é uma continuação do álbum anterior, mesma qualidade e muito Southern Rock na veia. A mistura de Southern Rock e Texas Country que a banda faz é perfeita, na atualidade não existe nada parecido com o que eles fazem.
Tecnologia do Blogger.