Alabama ThunderPussy - Staring At The Divine (Review)


"Staring At The Divine" é o quarto álbum de estúdio da Alabama ThunderPussy, lançado em 2002, pela Man's Ruin Records. O guitarrista Asechiah "Cleetus LeRoque" Bogden foi substituído por Ryan Lake. Este é o último álbum com Johnny Throckmorton.

Review faixa a faixa:

1 - "Ol' Unfaithful" - A primeira faixa passeia claramente por uma pegada pesada, groove'ada, Stoner Metal da melhor qualidade.

2 - "Motor-Ready" - Uma porrada na orelha, música pra bater-cabeça e pisar o pé numa auto-estrada.

3 - "Shapeshifter" - O rugido gutural de Johnny Throckmorton vai nos deixar saudade. Mais uma porrada na orelha da melhor qualidade, com riff's pesados, um solo rápido, mas bem executado e um vocal extremamente vigoroso.

4 - "Whore Adore" - Com uma pegada meio que Hard/Metal ao Stoner Metal.

5 - "Hunting By Echo" - Assim como a faixa anterior, varia do Hard/Metal ao Stoner Metal, ambas com ótimos riffs e ótimos solos de guitarra.

6 - "Beck and Call" - Mantém o peso vivo, riff's solados, com peso e muito groove.

7 - "Twilight Arrival" - Mais cadenciada, nos faz deleitar de uma pura viagem sonora, a melodia é bem agradável e o solo jorra muito feeling.

8 - "Esteem Fiend" - O peso retorna nessa faixa.

9 - "S.S.D.D." - Riffs de grosso calibre, solos geniais e conduzidos por uma levada bem empolgante.

10 - "Amounts That Count" - A faixa de encerramento surge com uma pegada bem Country Western, Blues, ou seja: Southern Rock de primeiríssima qualidade.


O último álbum com Johnny Throckmorton nos vocais, isso nos dá um motivo a mais para contemplarmos a última obra sonora deste grande vocalista. Com a chegada do guitarrista Ryan Lake, os solos (que eram quase inexistentes) agora surgem com mais frequência, tornando-se tecnicamente mais expressivos, só que o forte da Alabama ThunderPussy continuará sendo o peso de seus riff's.

Não há músicas mais ou menos neste disco, ele embala do começo ao fim. Particularmente falando: Pra mim é o melhor álbum da banda, ele vai rodar com frequência em seu som, e vale muito a pena ouvi-lo com muitas cervejas!

Créditos: @AugustoMTRs
Tecnologia do Blogger.