ZZ Top - Tres Hombres (Review)


"Tres Hombres" é o terceiro álbum de estúdio do ZZ Top, lançado em 1973, pela London Records. Devido ao ótimo trabalho da banda somado com o perfeito trabalho do engenheiro Terry Manning, o álbum alcançou o Top 10 nas paradas norte-americanas, ficando em 8° lugar na Billboard 200. O single "La Grange" atingiu a quadragésima primeira posição na Billboard Hot 100. O Allmusic deu 4.5 estrelas, elogiando o trabalho feito pela banda. Em 2003, o álbum ficou em 498° na lista da revista Rolling Stone dentre os 500 maiores álbuns de todos os tempos. O nome "Tres Hombres", significa "três homens", em espanhol, referindo-se aos três membros da banda. Na turnê do álbum, a banda fez um show em 1974, no Texas Austin Memorial Stadium, e conseguiu atrair o surpreendente número de mais de 100.000 pessoas. O show ficou conhecido pelo nome de "ZZ Top's First Annual Texas Size Rompin' Stompin' Barn Dance and Bar B.Q", que teve as participações especiais de Santana, Joe Cocker e Bad Company.

Review faixa a faixa:

1 - "Waitin' for the Bus" - A primeira faixa possui uma levada bem Boogie Rock, um solo de gaita e um ótimo solo de guitarra, muita criatividade de Billy Gibbons. Esperar por um ônibus é sempre chato, eles compraram o Cadillac deles, mas e eu?

2 - "Jesus Just Left Chicago" - É um Blues Rock de primeira categoria, muito feeling, perfeitos fraseados guitarrísticos. Jesus deixou Chicago, foi a New Orleans, e ainda fez o Mississippi virar vinho, Santa Criatividade!

3 - "Beer Drinkers & Hell Raisers" - Perfeita canção, um riff calibrado, solos e mais solos exalando feeling, e Dusty Hill mostrando a força de suas cordas vocais nos backing vocals da música. Um verdadeiro Hino para os amantes da cerveja e Harley-Davidson!

4 - "Master of Sparks" - É uma música com uma levada mais cadenciada, bem Boogie Rock, com um solo que surge faíscando notas quentes e precisas.

5 - "Hot, Blue and Righteous" - Uma música mais lenta, daquelas perfeitas para tomarmos uma dose de uma bebida quente, e contemplarmos o som oferecido aos ouvidos. 

6 - "Move Me on Down the Line" - Uma música com uma levada mais viva, daquelas que nos faz pisar o pé em uma auto-estrada. Refrão bem legal daqueles que gruda e um solo matador. Billy Gibbons realmente é um Show Man!

7 - "Precious and Grace" - Um riff cadenciado, típica levada que só o ZZ Top é mestre em fazer, e um solo daqueles tecnicamente excelentes, Gibbons brinca de tocar.

8 - "La Grange" -  A clássica, o Hino, a música que inspirou os harmônicos artificiais do guitarrista Zakk Wylde. A letra fala sobre um bordel na periferia de La Grange, Texas, tornou-se uma música fixa no set-list da banda. Isso que é música!

9 - "Shiek" - Uma música com uma levada bem Boogie Rock, com uma pegada tecnicamente incrível. A letra da música menciona o Rio de Janeiro, uma boa homenagem!

10 - "Have You Heard?" - A última música é aquele Blues Texano. Você já ouviu falar?...Se for em ZZ Top, sim!

Créditos: @AugustoMTRs
Tecnologia do Blogger.