Molly Hatchet - Flirtin' With Disaster (Review)



"Flirtin' With Disaster" é o segundo álbum de estúdio da Molly Hatchet, lançado em 1979, pela Epic Records. Não demorou para o álbum se tornar um sucesso, pois em cerca de 5 meses vendeu mais de 1 milhão de cópias e em 1986 ultrapassou a marca de 2 milhões de cópias vendidas nos EUA. O álbum conta com mais uma capa desenhada por Frank Frazetta, intitulada "Dark Kingdom". 

Review faixa a faixa:

1 - "Whiskey Man" - A primeira faixa começa com uma incrível introdução de guitarra lado a lado com um solo de gaita. Um verdadeiro Southern Rock, solos de guitarra com muita pegada e técnica. Realmente, quase sempre ficamos "alto" com o bom e velho whisky!  

2 - "It's All Over Now" - Uma música com uma levada bem Blues Rock. Uma letra de amor vingativa: "Está tudo acabado agora".

3 - "One Man's Pleasure" - Essa música está bem Southern Rock, com riff's bem trabalhados e solos matadores. "O prazer de um homem é a dor de um outro homem" - Assim disse Danny Joe Brown, Dave Hlubek e Duane Roland! 

4 - "Jukin' City" - Um riff bem calibrado, e um solo daqueles de nos fazer entornar copos e mais copos de cerveja.

5 - "Boogie No More" - Perfeita canção. A música começa com uma levada Southern Rock bem cadenciada, com uma introdução feita por uma guitarra slide bem trabalhada, e  de uma hora pra outra se torna bem corrida, com muitos solos, muito boogie e três guitarristas transbordando feeling. 

6 - "Flirtin' With Disaster" - O Hino, falou em Molly Hatchet, fala-se desta música. Um puro e verdadeiro Southern Rock, guitarras nervosas, riff's trabalhadíssimos, e Danny Joe Brown com sua incrível voz rouca conduzido a "orquestra". Detalhes para o assobio de Danny Joe Brown na hora do solo, que faz Dave Hlubek passar a vez de solar para Duane Roland, terminando com os três guitarristas solando juntos. 

7 - "Good Rockin'" - Uma perfeita introdução, feita por um riff gordo, vigoroso e guitarras solando notas quentes e precisas. Um Southern Rock da melhor qualidade, Good Rockin' Total!

8 - "Gunsmoke" - É mais uma música perfeita do álbum. Uma levada cadenciada, com um riff criativo e dançante, bem Blues Rock. 

9 - "Long Time" - Essa música tem uma levada mais suave, mas isso não quer dizer que seja uma balada propriamente dita. Muitos fraseados guitarrísticos, e perfeitos solos misturando wah-wah com o puro drive dos amplificadores.

10 - "Let the Good Times Roll" - Música viva, empolgante, bem Southern Rock. 

Bonus tracks - Sony Remaster, 2001.

11 - "Silver and Sorrow" - Essa música é uma demo, que infelizmente ficou de fora do álbum na época que foi lançado, mas hoje em dia faz parte do álbum, merecidamente. Riff bem trabalhado e solos com muita pegada e muito feeling.

12 - "Flirtin' with Disaster" (Live) - Essa música está ao vivo, gravada de um show em Jacksonville, na Flórida, em 1980. 

13 - "One Man's Pleasure" (Live) - Essa música está ao vivo, gravada de um show em Jacksonville, na Flórida, em 1980.  

14 - "Cross Road Blues" (Live) - Essa música é um cover de Robert Johnson, ao vivo, gravada de um show em Jacksonville, na Flórida, em 1980.

Neste álbum o que não falta é Rock N' Roll, uma verdadeira aula de como fazer riff's e solos. Um dos melhores álbuns do Molly Hatchet, Southern Rock puro, de primeiríssima qualidade. Se você nunca ouviu, está na hora de recuperar o tempo perdido!

Créditos: @AugustoMTRs
Tecnologia do Blogger.